???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/11784
Tipo do documento: Dissertação
Título: As condições humanas: mito e fenomenologia
Autor: Xisto, Daniela Taibo Ribeiro 
Primeiro orientador: Critelli, Dulce Mara
Resumo: O presente estudo pretende estabelecer uma aproximação e um diálogo entre as compreensões de Martin Heidegger e de Hannah Arendt acerca das condições e atividades humanas fundamentais com algumas concepções miticas, de diversas culturase épocas, sobre essa mesma questão. Para tanto, partiremos da estrutura dissertativa proposta por Hannah Arendt na sua obra A Condição Humana. Ou seja, primeiro apreciaremos as condições mais gerais da existência humana: a natalidade, a mortalidade e o condicionamento; seguindo dai a analítica das demais condições nas quais a existência é dada aos homens nesta Terra, assim como das respectivas atividades a elas correspondentes: a vida biológica e o labor, a mundanidade e o trabalho, a pluralidade e a ação. Sendo que a apreciação aqui desenvolvida terá acrescido, nessa estrutura exposta, o pensamento heideggeriano que inspira, em muitos pontos, a compreensão de Arendt. Dessa forma, foram aproximadas as comprensões conceituais dos dois pensadores, Hannah Arendt e Martin Heidegger respectivamente, no que concerne a essas citadas condições humanas: a natalidade Com o ser-em-projeção, a mortalidade com o ser-para-morte, o condicionamento com o ser-ai-em-aberto-no-mundo, a mundanidade com o ser no modo da habitação e a pluralidade com o ser coexistente. Ressaltando-se que apenas a condição humana da vida biológica arenditiana é que não encontra paralelo explícito no pensamentode Heidegger, não nos permitindo o equivoco da aproximação. Será, portanto, a partir dessa estrutura conceitual e formal que este estudo estabelecerá as aproximações com algumas concepções miticas acerca do fenômeno da existência humana, isto é, como aparecem em meio aos homens as condições e atividades humanas fundamentais. Desse encontro de compreensões acerca das condições e atividades humanas fundamentais é que surge esse estudo dissertativo, com o intuito fundamental de se pôr em consonância com o apelo de tornar a existência humana a questão por excelência do pensamento. E, portanto, aquela que deve estar entre nós, os humanos, como o assunto fundamental que temos em comum
Abstract: The present study intends to establish an approach and a dialogue among Martin Heidegger's and Hannah Arendt's understandings concerning of the fundamental human conditions and activities with some mythical conceptions, of several cultures and times, on that same subject. For so much, we willleave of the dissertation structure proposal for Hannah Arendt in its work The Human Condition. That is to say, first we will appreciate the most general conditions of the human existence: the natality, the mortality and the conditioning; proceeding of there the analytic of the other conditions in which the existence is given to the men in this Earth, as well as of the respective activities to them corresponding: the biological life and the labor, the wordliness and the work, the plurality and the action. And the appreciation here developed will have incresed, in that exposed structure, the Heidegger's thought that inspires, in many points, Arendt's understanding. In that way, the two thinkers conceptual understandings, Hannah Arendt and Martin Heidegger respectively, were aproximate in what it concems to those mentioned human conditions: the natality with the being-inprojection, the mortality with lhe being-for-,jeath, the conditioning with the Dasein-inthe- world, the wordliness with the being on the way of the habitation and the plurality with the being coexistent. Being stood out that the human condition of the Arendt's biological life is just one that doesn't find parallel explicit in the Heidegger's thought, not being permitted the misunderstanding of the approach. It will be, therefore, starting from that conceptual and formal structure that this studywill establish the approaches with some mythical conceptions concerning to the phenomenon of the human existence, that is, as they appear amid the men the fundamental human conditions and activities. From that encounter of understandings conceming to the fundamental humam conditions and activities it is that stud appears, with the fundamental intention of becoming in consonance with the appeal to tuming the human existence the subject, par excellence, of the thought. And, therefore, that one that should be among us, the humans, as the fundamental subject that we have in common
Palavras-chave: Arendt, Hannah 1906-1975 -- Critica e interpretacao
Heidegger, Martin 1889-1976 -- Critica e interpretacao
Filosofia alema -- Seculo 20
Mito
Condicionamento
Mortalidade
Mundanidade
Natalidade
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Filosofia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Filosofia
Citação: Xisto, Daniela Taibo Ribeiro. As condições humanas: mito e fenomenologia. 2000. 107 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2000.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/11784
Data de defesa: 30-Nov-2000
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Filosofia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Daniela Taibo Ribeiro Xisto.pdf616,48 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.