???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/11885
Tipo do documento: Dissertação
Título: Efeitos do(s) letramento(s) na constituição social do sujeito: considerações fonoaudiológicas
Título(s) alternativo(s): Effects of literacy (ies) to the social constitution of the subject: speech therapy considerations
Autor: Ribeiro, Natally 
Primeiro orientador: Souza, Luiz Augusto de Paula
Resumo: Introdução: O presente trabalho reflete sobre o trabalho fonoaudiológico com a leitura e a escrita, a partir de relações entre processos de letramento, práticas sociais e circulação discursiva de crianças em processo de constituição sociocultural. Estudos recentes definem o letramento como um conjunto de práticas sociais que usam a escrita (na condição de sistema simbólico e de tecnologia) em contextos e para objetivos sócio-relacionais específicos. Outros estudos, nessa mesma direção, consideram o letramento como um conjunto de práticas sociais culturalmente constituídas e socialmente situadas, destacando que os novos estudos do letramento postulam a linguagem escrita como fenômeno que deve ser observado a partir de uma óptica social e etnográfica, uma vez que é a partir dessas dimensões que se pode pensar nas formas de letramento. Objetivo: Caracterizar e analisar, do ponto de vista fonoaudiológico, o(s) letramento(s), os modos de circulação e uso de gêneros discursivos escritos por 69 escolares de duas classes de terceiro estágio de uma escola municipal de ensino infantil da cidade de São Paulo. Método: Foi construído e aplicado protocolo composto por diversos gêneros discursivos escritos, para se verificar o grau de reconhecimento, de familiaridade e de uso dos mesmos pelos 69 escolares pesquisados. A faixa etária dos escolares é de 5 anos e 1 mês e 6 anos e 1 mês (58% do sexo masculino e 42%, feminino). A análise dos dados se deu a partir do mapeamento dos índices de letramento dos escolares, em função dos níveis e tipos de letramento consignados na literatura especializada sobre o tema. Resultados e Discussão: A partir da noção de letramento e do modo como foi utilizada no trabalho Fonoaudiológico aqui empreendido, constata-se a pertinência e a utilidade de estudos sobre o uso, a familiaridade e os sentidos dos gêneros discursivos escritos para escolares, na medida em que dão acesso à variadas lógicas com as quais as crianças operam, no pensamento e na ação, em práticas que envolvem a presença da escrita. Entre os gêneros discursivos escritos apresentados, encontramos, para essa faixa etária, um reconhecimento significativo para os gêneros: carta; jornalístico; narrativas infantis; placas de trânsito; quadrinhos e receitas, sendo estes visualizados e/ou utilizados por e/ou com familiares em casa, no trajeto à escola e em outros espaços sociais. Conclusão: É notável a presença de práticas letradas entre os pesquisados, o que sugere a relevância em se considerar os processos de letramento, tanto nas estratégias pedagógicas da educação infantil, quanto no trabalho fonoaudiológico com escolares que apresentem dificuldades e/ou distúrbios na aquisição da escrita. Nesse sentido, a Fonoaudiologia pode tirar proveito (em seu trabalho clínico e de assessoria à instituições educacionais) da leitura e da escrita na condição de indicadores das formas de interação social, pautados por práticas sociais específicas, o que para além da aprendizagem das convenções situa a apropriação e os usos da escrita no plano da constituição dos sujeitos e das realidades sociais
Abstract: Introduction: This paper reflects on speech therapy, reading and writing, from relationships between literacy processes, social practices and discursive circulation of children in the process of sociocultural formation. Recent studies have defined literacy as a set of social practices that use writing (as a symbolic and technological system) in given contexts and for specific socio-relational goals. Other studies, in the same direction, see literacy as a set of social practices, culturally constituted and socially situated, highlighting that new literacy studies postulate the written language as a phenomenon that should be observed from a social and ethnographic perspective, since it is from these dimensions that types of literacy can be analyzed. Objective: To characterize and analyze, from the standpoint of speech, literacy, modes of movement and use of adequate writing by 69 students from two third-stage classes of an elementary public school located in the city of São Paulo. Method: We developed and applied a protocol that comprises different writing types in order to verify the recognition skills, familiarity and usage of literacy / language of 69 schoolchildren. The age of students ranged from 5 years and 1 month to 6 years and 1 month (58% male and 42% female). Data analysis was performed by mapping the students' literacy rates based on the levels and types of literacy included in specialized literature. Results and Discussion: Based on the notion of literacy and how it was used in the speech pathologist work undertaken, we see the relevance and usefulness of studies on the use, familiarity and notion of writing styles for school, as they give access to the various logics with which children operate, think and act in practices that involve writing skills. Among the presented writing styles, we find, for this age group, a significant recognition skill: letter; journalistic narratives for children; traffic signs, cartoons; and recipes, which are viewed and / or used by themselves and / or relatives at home, on the way to school and on other social spaces. Conclusion: the presence of literacy practices among those surveyed is remarkable, a fact that suggests the relevance of considering the processes of literacy in both the pedagogical strategies of early childhood education, and in speech therapy with students who have difficulties and / or disturbances in the acquisition of writing. Considering this, speech therapy may benefit (in their clinical work and advice to educational institutions) of reading and writing on the condition indicators of the forms of social interaction, guided by specific social practices, which - apart from learning the conventions - places the ownership and uses of writing in terms of the constitution of subjects and social realities
Palavras-chave: Educação
Letramento
Políticas públicas de saúde e educação
Speech therapy
Education
Literacy
Public policy and health education
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FONOAUDIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Fonoaudiologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia
Citação: Ribeiro, Natally. Effects of literacy (ies) to the social constitution of the subject: speech therapy considerations. 2011. 159 f. Dissertação (Mestrado em Fonoaudiologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/11885
Data de defesa: 21-Feb-2011
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Natally Ribeiro.pdf6,17 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.