???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12023
Tipo do documento: Dissertação
Título: Abordagem fonoaudiológica do silêncio como comunicação na deficiência múltipla: estudo de casos clínicos
Autor: Bianchini, Natallie do Carmo Prado 
Primeiro orientador: Souza, Luiz Augusto de Paula
Resumo: A deficiência múltipla (DMU) caracteriza-se pelo conjunto de duas ou mais deficiências associadas, não sendo um somatório de alterações. Algumas pessoas com DMU apresentam ausência e/ou comprometimentos severos de fala. Objetivo: Demonstrar, por meio de terapêutica fonoaudiológica, que o silêncio da ausência ou do severo transtorno de fala é, potencialmente, capaz de comunicação nas relações intersubjetivas e na produção de sentido por pessoas com DMU e severo comprometimento de fala. Método: Trata-se de estudo de casos clínicos, de natureza qualitativa e descritiva. A pesquisa foi realizada em um Centro de Recursos em Deficiência Múltipla, Surdocegueira e Deficiência Visual da cidade de São Paulo, com sujeitos diagnosticados com DMU, com comprometimentos intelectuais e de linguagem. Os dados foram coletados por meio do levantamento em prontuário (diagnósticos, dados de desenvolvimento e evolução clínica dos sujeitos da pesquisa); da observação e registro escrito das sessões de terapia fonoaudiológica, no período de 06 meses consecutivos; e de entrevistas semi estruturadas com pais ou responsáveis, nas quais colheu-se dados da história dos pacientes, especialmente sobre a linguagem e a comunicação. Resultados: Verificou-se efetividade na comunicação na DMU, mesmo na ausência e/ou severo comprometimento de fala. Os sujeitos estudados estabeleceram relação comunicativa com a terapeuta/pesquisadora por meio, por exemplo, de movimentos corporais, expressões faciais, condutas repetidas e com sentidos consistentes. Embora de modos relativamente distantes da convencionalidade linguística, os pacientes foram capazes de representações, simbolizações, relações intersubjetivas e intersemióticas. Conclusão: O estudo permite observar que, na ausência ou severo comprometimento da fala e/ou de escrita, os indivíduos com DMU comunicam-se e constituem-se como sujeitos nas relações com o outro, mesmo em face de marcas orgânicas (motoras, sensoriais e/ou intelectuais). O estudo demonstra que, embora predominantemente silentes, as pessoas com DMU estudadas produzem e expressam sua subjetividade, por meio de condutas comunicativas, o que indica atividade simbólica na inserção e na interpretação da realidade
Abstract: The multiple disabilities are a group of two or more associated disabilities, but not a sum of their changes. Some people with multiple disabilities present absence and/or severe impairments of speech. The objective to demonstrate, by means of speech-language therapy, that the silence of the absence or severe speech disorders is, potentially able to communicate in the intersubjective relations and in the production of meaning by people with multiple disabilities and severe impairment of speech. Method: The Clinical case studies was chosen as a method for this thesis, including qualitative and descriptive analysis. The research was conducted in a Resource Center in Multiple Disabilities, deafblindness and Visual impairment of the city of Sao Paulo, with diagnosed subjects with multiple disabilities and intellectual and language impairments. The data were collected through the survey in the medical records (diagnostics, data development and clinical evolution of the research subjects); the observation, the written record of the sessions of speech therapy over 06 consecutive months and, the semi-structured interviews with parents or guardians of the subjects. We collected data story, with focus on language and communication in the patient interviews. Results: It was found effectiveness in communication in subjects with multiple disabilities, even if they have absence and/or severe impairment of speech. The studied subjects established communicative relationship with the therapist/researcher, such as: body movements, facial expressions and repeating conducts; all of them had some consistency. Although the subject s manner to communicate were relatively distant of all juridical convention linguistic, the patients were able to do representations, to do symbolizations and to have intersubjective and intersemiotic relations. Conclusion: The study not only shows that individuals with multiple disabilities who have absence or severe impairment of speech and/or writing are able to communicate but also demonstrates that these individuals can be subject in relations with other people, even in the face of organic brands (physical, sensory and/or intellectual). Even though people with multiple disabilities are predominantly silent, they produce and express their subjectivity by means of communicative behaviors, which indicate symbolic activity in insertion and in the interpretation of the reality
Palavras-chave: Comunicação
Deficiência
Communication
Disability
Language and Hearing Sciences
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FONOAUDIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Fonoaudiologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia
Citação: Bianchini, Natallie do Carmo Prado. Abordagem fonoaudiológica do silêncio como comunicação na deficiência múltipla: estudo de casos clínicos. 2015. 69 f. Dissertação (Mestrado em Fonoaudiologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12023
Data de defesa: 29-Jul-2015
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Natallie do Carmo Prado Bianchini.pdf542,27 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.