???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12151
Tipo do documento: Dissertação
Título: O médico diante da afasia: como a linguística poderá ajudá-lo?
Autor: Barros, Alcidezio Luiz Sales de
Primeiro orientador: Spinelli, Mauro
Resumo: Este trabalho se propõe a rever a relação de causalidade direta lesãosintoma, quando o sintoma é afasia, através de uma crítica ao método clínico que pressupõe a necessidade de conhecer a anatomia e a fisiologia para entender como a patologia atua. Nesta perspectiva, o médico seria capaz de estabelecer o diagnóstico e o prognóstico dos diversos tipos de afasias. Diante desta relação de causalidade, ao ser problematizada, proponho que a relação de cérebro-linguagem seja de implicação mútua. Para isto selecionei alguns afasiologistas, de embasamento orgânico dentre eles destacaria Jackson, Freud e Luria, que puseram em cheque a questão de causalidade direta e na Lingüística, dei prioridade a Jakobson que propunha a observação da linguagem através do seu funcionamento. Na análise de casos, estudo a linguagem de dois pacientes portadores de afasia, através de diálogos ocorridos durante consulta médica, baseado na visão orgânica e na lingüística. Com isto, pretendo contribuir para a construção de uma maneira diferente de estudar a linguagem baseado no modelo de funcionamento lingüístico através dos eixos metafóricos e metonímicos. Como médico capturado por questões da linguagem, tenho vivido o problema em definir a diagnóstico do tipo de afasia e o prognóstico em minha clínica. Isto me fez tecer algumas considerações sobre a interpretação de um sintoma e de propor uma maneira diferente de examinar a linguagem, numa perspectiva dialógica, e contextualizada, observando o funcionamento linguistico, o que me permitiu entender como pode existir variação na linguagem dos pacientes, sem que isto signifique piora ou melhora da lesão pré-existente
Abstract: This paper aims at revising the relationship of direct causality lesion/symptom when the latter is aphasia. This is done by criticizing the clinical method that presupposes the need to know the anatomy and the physiology so that how pathology is working may be understood. By this reasoning, the physician would be capable of providing a diagnosis and the prognosis of the several types of aphasia. In problematizing this causality relationship our proposition is that the relationship brain/language should have mutual implication. In order to do this a number of aphasic specialists were selected such as Jackson, Freud and Luria for they got to called direct into question. In Linguistics, Jakobson was selected in view of his studies on the functioning of language. Through case studies, the language of two aphasic-patients was analyzed and stress was given to dialogues during medical consultation. The analysis resorted to an organic vision and to structuralist linguistics with the purpose of helping to conceive a different way of studying the language and analyzing the linguistic functioning by means of metaphoric and metonimic shafts. As a neurologist physician involved in language problems, I have, in my clinic, come across the problem of making a diagnosis and prognosis of the type of the aphasia. The result is some reflections on the interpretation of a symptom. Therefore, I would like to contribute to a of the language of aphasic by observing the linguistic functioning. This had led me to understand how variation can exist in the language of the aphasic patients without this meaning any change for the better or for worse in the pre-existing lesion
Palavras-chave: cérebro-linguagem
lesão-sintoma
núcleo de reabilitação
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FONOAUDIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Fonoaudiologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia
Citação: Barros, Alcidezio Luiz Sales de. O médico diante da afasia: como a linguística poderá ajudá-lo?. 2000. 102 f. Dissertação (Mestrado em Fonoaudiologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2000.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12151
Data de defesa: 30-Mar-2000
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_62646.pdf354,26 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.