???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12174
Tipo do documento: Dissertação
Título: Trabalho clínico fonoaudiológico com pacientes autistas: concepções teóricas e práticas clínicas
Autor: Batista, Mirian Oliveira
Primeiro orientador: Passos, Maria Consuelo
Resumo: o autismo infantil tem sido estudado por diferentes profissionais que adotam, como referências, distintas abordagens teóricas e metodológicas. O primeiro a descrever o autismo foi o psiquiatra austríaco Leo Kanner. Em seu primeiro artigo, Kanner (1943), descreve como características desse quadro a incapacidade de manter contato visual, busca de um isolamento profundo, movimentos estereotipados repetitivos e monótonos; sendo que, dentre estas, a mais singular era a incapacidade de se relacionar com pessoas e com as situações. Atualmente o autismo é visto como um Distúrbio Global do Desenvolvimento (DSM-IV - Manual Diagnóstico e Estatístico dos Distúrbios Mentais- 1995) que engloba alterações no campo da linguagem, interação social e interesse restrito. Quando se trata da clínica Fonoaudiológica voltada para estes pacientes percebemos uma grande dispersão no que concerne às referências teóricas e metodológicas usadas por estes profissionais. Sendo assim, o presente estudo tem por objetivo analisar o fazer clínico que este profissional realiza com estes pacientes, procurando enfatizar a relação entre a dimensão clínica e as referências teórico-metodológicas que lhes dão sustentação. Para isto foram entrevistados dois grupos de fonoaudiólogos que atuam com crianças autistas, o primeiro grupo era composto por fonoaudiólogos que tem título de mestre e o segundo grupo formado por fonoaudiólogos especializados. Quando questionados quanto a uma posição teórica frente ao autismo infantil, os fonoaudiólogos entrevistados se referiram a uma descrição médica da patologia, baseada nos critérios do DSM-IV. Já quanto ao trabalho desenvolvido com esses pacientes a maioria dos profissionais adotam a perspectiva pragmática e alguns deles trabalham com comunicação alternativa
Abstract: Childhood autism has been studied by different professionals who adopt, as reference,different theoretical and methodological approaches. The first scientist to describe autism was the Austrian psychiatrist Leo Kanner. In his first article, Kanner (1943), describes as characteristics of that syndrome the inability to maintain eye contact, the search for complete isolation, stereotyped, repetitive, and monotonous movements. Among those, the most singular one was the inability to relate to people and situations. Nowadays, autism is seen as a Pervasive Developmental Disorder (DSM-IV - Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders -1995), which encompasses alterations in language and in social interaction and restricted interest areas. When it comes to Speech-Language Pathology clinic focusing on these patients, we note that a wide range of theoretical and methodological references is used by these professionals. Therefore,this study aims to analyze the clinical practice this professional carries out with these patients, focusing on the relationship between the clinical dimension and the theoretical-methodological references supporting it. For that purpose, two groups of speech-language pathologists working with autistic children were interviewed. The first group was composed of speech-language pathologists holding a Master's degree, and the second group consisted of specialized speech-language pathologists. When questioned as to their theoretical approach towards childhood autism, the speech-language pathologists interviewed referred to a medical description of the pathology, based on DSM-IV criteria. As to the work done with these patients, most of the professionals adopt the pragmatic perspective,while some of them work with alternative communication
Palavras-chave: Fonoaudiologo -- Paciente
Criancas autistas
Transtornos da linguagem
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FONOAUDIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Fonoaudiologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia
Citação: Batista, Mirian Oliveira. Trabalho clínico fonoaudiológico com pacientes autistas: concepções teóricas e práticas clínicas. 2004. 119 f. Dissertação (Mestrado em Fonoaudiologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2004.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12174
Data de defesa: 30-Dec-2004
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
mirian oliveira.pdf12,64 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.