???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12832
Tipo do documento: Dissertação
Título: 1924 Delenda São Paulo: a cidade e a população vítimas das armas de guerra e das disputas políticas
Autor: Assunção Filho, Francisco Moacir 
Primeiro orientador: Fraga, Estefânia Knotz Canguçu
Resumo: A pesquisa versa sobre a revolta paulista de 5 de julho de 1924, conhecida como a segunda revolta tenentista, que ocorreu em São Paulo, entre os dias 5 e 28 de julho daquele ano, deixando um saldo de 503 mortos e 4.846 feridos, segundo dados oficiais. O estudo, que se baseia nas lições dos historiadores Edward P. Thompson e Carlo Ginzburg, teve por objetivo resgatar as histórias de pessoas comuns que viveram o conflito e figuraram entre suas principais vítimas, embora não integrassem nenhum dos dois lados em conflito - os rebeldes, que tomaram a cidade, e as forças legais, que a bombardearam para retomá-la. Esses sujeitos, moradores dos bairros mais atingidos no conflito, como Mooca, Brás e Ipiranga, são praticamente esquecidos na pequena bibliografia e nas dissertações e teses que tratam do assunto. Assim, resgatar sua trajetória a partir dos vestígios como cartas, notícias de jornais, relatos e fotografias pode colaborar no sentido de trazer novos olhares sobre o tema Revolta Tenentista de 1924, pouco estudado na historiografia brasileira e até mesmo na paulista. Na pesquisa, trabalhou-se com livros de memorialistas e cronistas, notícias da grande imprensa e da imprensa operária, fotografias do conflito, cartas, memoriais e materiais de arquivos espalhados pelo Brasil. Também foram utilizadas obras clássicas sobre o tema. O principal eixo temático foi a participação da população civil no conflito, seus sofrimentos, o horror do bombardeio e suas estratégias de sobrevivência diante de uma guerra civil travada na, à época, segunda mais importante cidade do Brasil, depois da capital federal, o Rio de Janeiro. Trabalhou-se, da mesma forma, com as críticas de opositores e as justificativas de situacionistas para o bombardeio à capital paulista e com a identificação das armas de guerra utilizadas no confronto, tanto dos legais, quanto dos rebeldes. Ao mesmo tempo, a pesquisa procurou colocar em perspectiva os fatos, ao destacar o surgimento, ainda antes do Estado Novo, de fortes tendências autoritárias no Estado brasileiro, durante o governo de Arthur Bernardes e de seu sucessor, Washington Luiz, principalmente voltado à repressão de operários anarquistas, rebeldes e transgressores da ordem em geral. O êxodo da população durante o conflito deixaram a cidade em fuga cerca de 250 mil pessoas, de acordo com a Prefeitura e os saques, provocados pela fome e o desabastecimento, foram outros assuntos tratados na pesquisa
Abstract: The research deals with the Paulista Revolt July 5, 1924 , known as the second lieutenants revolt that took place in São Paulo , between the 5th and 28th of July of that year , leaving a balance of 503 dead and 4,846 wounded , according to officers. The study, which draws on the lessons of historians Edward P. Thompson and Carlo Ginzburg, aimed to rescue the stories of ordinary people who lived through the conflict and were among its main victims, despite not belonging to either of the two warring sides - the rebels, who took the city, and legal forces that bombed to retake it. These fellows, residents of the neighborhoods most affected in the conflict, as Mooca, Bras and Ipiranga, are almost forgotten in short bibliography and in theses and dissertations dealing with the matter. Thus, rescuing his career from traces such as letters, newspaper reports, accounts and photographs can collaborate to bring new perspectives on the topic Uprising Lieutenants, 1924 understudied in Brazilian historiography and even in the state. In the research, worked with books of memoirs and chroniclers, the big news of the working press and press photos of the conflict, letters, memorials and archives materials throughout Brazil. Classic works on the subject were also used. The main topic was the participation of civilians in the conflict , their suffering , the horror of the bombing and their strategies for survival in the face of a civil war on at the time , second most important city in Brazil , after the federal capital , Rio January . We worked in the same way, with criticism of opponents and the justifications for the bombing of situationists the state capital and the identification of weapons of war used in the comparison, both legal, as the rebel. At the same time, the research sought to put into perspective the facts, highlighting the rise even before the New State, strong authoritarian tendencies in the Brazilian State, during the government of Arthur Bernardes and his successor, Washington Luiz , mainly geared to repression anarchists , rebels and transgressors of the order in general workers . The exodus of the population during the conflict - have left the city on the run about 250 thousand people, according to the City - and the looting caused by famine and shortages were other themes addressed in research
Palavras-chave: São Paulo
Revolta
Revolução de 1924
Tenentismo
Revolt
Revolution of 1924
Lieutenantism
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: História
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em História
Citação: Assunção Filho, Francisco Moacir. 1924 Delenda São Paulo: a cidade e a população vítimas das armas de guerra e das disputas políticas. 2014. 181 f. Dissertação (Mestrado em História) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12832
Data de defesa: 4-Apr-2014
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Francisco Moacir Assuncao Filho.pdf9,87 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.