REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Língua Portuguesa
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/14596
Tipo: Dissertação
Título: A constituição do ethos no discurso indígena da Aldeia Pau-Brasil
Autor(es): Recla, Adriana
Primeiro Orientador: Nascimento, Jarbas Vargas
Resumo: Esta Dissertação trata da constituição do ethos discursivo no processo de desvelamento da identidade do indígena da aldeia Pau-Brasil, localizada no município de Aracruz, no Espírito Santo. Selecionamos como objeto de análise quatro relatos retirados dessa realidade indígena e publicados na coletânea Os Tupinikim e Guarani contam... , organizada por Edivanda Mugrabi, em 2005. Os relatos ali selecionados contam histórias cotidianas vivenciadas e relatadas por indígenas e que, por isso, resgatam aspectos das preocupações e parte da história dessa população. Para analisar os relatos, propusemos como objetivo geral examinar o modo de constituição do ethos discursivo, ou seja, a forma como o sujeito enunciador, por meio das marcas e de suas competências linguísticas e enciclopédicas, constrói uma imagem de si e revela-se a nós no interior do discurso. Como o enunciador apresenta-se a si mesmo no discurso, sua maneira de dizer-se induz-nos a estabelecer uma relação com o sujeito indígena empírico . Foram nossos objetivos específicos: identificar, por meio dos mecanismos discursivos constitutivos da organização e do funcionamento destes discursos, como se dá a produção de sentidos para e por sujeitos indígenas em condições histórico-sociais determinadas e verificar a possibilidade de estabelecer uma aproximação entre o enunciador e o sujeito empírico por intermédio das representações que os relatos configuram. Para desenvolver o estudo proposto, fundamentamo-nos na Análise do Discurso, nas perspectivas apontadas por Maingueneau (1993, 2004, 2005b, 2006), que concebe o discurso como uma atividade de sujeitos inscritos em determinados contextos. Nesta perspectiva, concebemos os relatos como discurso, pois constituem um lugar enunciativo onde se inscreve o enunciador revelado por uma voz e uma corporalidade que nos permitem depreender a construção de sua imagem da qual inferimos uma identificação com o sujeito empírico. Trata-se, assim, da noção de ethos discursivo e da possibilidade de sua verificação nos discursos indígenas. O enunciador, responsável pelo que se diz no discurso, é um sujeito que fala de um lugar social e relaciona-se, por conseguinte, com os estereótipos dos sujeitos do grupo social que produziu o discurso. Optamos por trabalhar com as noções de interdiscurso, cenas de enunciação e ethos discursivo. O trabalho possibilitou-nos reconhecer o enunciador por meio da cenografia, que confere credibilidade à enunciação, uma representação mais ou menos unificada e coerente do mundo, pois manifesta um ethos discursivo que auxilia na compreensão e explicação de seu entorno e revela a identidade dos sujeitos indígenas. O fato de o relato construir-se pela voz do indígena da aldeia Pau-Brasil faznos compreender que tal discurso implica um ethos de enunciador, apreendido pelos recursos linguísticos, na enunciação, ao mesmo tempo em que nos permite inferir o ethos do sujeito indígena da coletividade que produziu aquele relato
Abstract: This dissertation is about the constitution of the discursive ethos in the process of unveiling the identity of the indigenous of Pau-Brasil village, located in the municipality of Aracruz, in the Espirito Santo. We selected as the object of analysis four relates from indigenous reality and published in the collection "The Tupinikim and Guarani tell organized by Edivanda Mugrabi in 2005. The written relates tell daily experienced stories and related by indigenous and thus recover aspects the concerns and part of the history of this population. To examine the relates, we aimed as general objective to examine the general mode of constitution of ethos discursive, in other words, how the enunciator subject by means of marks and their language and encyclopedic skills constructs an image of himself and reveals himself to us in interior of the discourse. As the enunciator presents himself in the discourse, his way of saying it leads us to establish a relationship with the "empirical indigenous subject. Our specific objectives were: to identify, through of discursive mechanisms of the organization and functioning of these discourses, how is the production of meaning for and by indigenous subject in certain historical social conditions and to verify the possibility of a rapprochement between the enunciator and the empirical subject through the representations that the relates represent. To develop the proposed study in our analysis, the theorist base was the Discourse Analysis in Maingueneau s perspective (1993, 2004, 2005b, 2006), who understands the discourse as an activity of subjects enrolled in certain contexts. Accordingly, the relates were designed as discourse, because it is a place where the enunciator is enrolled and where he shows himself by a voice and a body that allow us to infer the construction of his image which we infer an identification with the empirical subject. It is, therefore, the notion of ethos discursive and the possibility of its occurrence in indigenous discourses. The responsible enunciator by what is said in the discourse, is a subject that speaks of a social place and he is related with the stereotypes of the subject of social group that produced the discourse. We chose to work with the concepts of interdiscourse, scenes of enunciation and ethos discursive. The work enabled us to recognize the enunciator through the scenery, which gives credibility to the enunciation, a representation more or less coherent and unified of the world, that manifests as an ethos discursive, which helps in understanding and explanation of its surroundings and shows the identity of the indigenous subject. The fact of the relate be constructed by the voice of the indigenous of Pau-Brasil village makes us to understand that this discourse implies an ethos of enunciator, seized by the language resources in the enunciation, the same time in that it allows us to infer the ethos of the indigenous subject of community that produced this relate
Palavras-chave: Ethos discursivo
Aldeia Pau-Brasil
Discourse analysis
Discursive ethos
Pau-Brasil Village
Analise do discurso
Indios Tupinikin
CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::LINGUA PORTUGUESA
Idioma: por
País: BR
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Língua Portuguesa
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Língua Portuguesa
Citação: Recla, Adriana. A constituição do ethos no discurso indígena da Aldeia Pau-Brasil. 2009. 111 f. Dissertação (Mestrado em Língua Portuguesa) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/14596
Data do documento: 5-Out-2009
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Língua Portuguesa

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Adriana Recla.pdf
  Restricted Access
659,52 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.