???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15441
Tipo do documento: Dissertação
Título: Implantação da 1ª etapa do Método Canguru em uma Unidade Neonatal: uma análise dos benefícios e dificuldades
Título(s) alternativo(s): Implementation of the 1st phase of Kangaroo Care in a neonatal unit: an analysis of the benefits and difficulties
Autor: Marson, Ana Paula 
Primeiro orientador: Naffah Neto, Alfredo
Resumo: O presente estudo investiga as possibilidades de intervenção do Método Canguru no que diz respeito à aproximação da mãe com seu bebê prematuro, envolto em toda barreira tecnológica que permeia o tratamento. A sobrevivência e desenvolvimento do bebê dependem do maquinário, de medicamentos e de profissionais atuantes nesse contexto, visto que se tornam, no início da sua vida, a segurança para ele e para a sua mãe. Diante das adversidades que essa situação coloca, o interesse deste estudo consiste em analisar os desafios da implantação da 1ª etapa do Método Canguru em uma unidade neonatal. O Método Canguru proporciona o contato pele a pele precoce entre a mãe-bebê e o pai, permitindo uma maior participação desses no cuidado com seu bebê, como também permite toda a organização do ambiente neonatal no sentido de diminuição de ruídos, de luminosidade, controle de dor, a fim de minimizar os efeitos negativos no desenvolvimento do prematuro. A base de todo pensamento winnicottiano evidencia que a constância do cuidado materno assegura a continuidade do ser ou existência continuada do bebê. Sendo assim, o bebê depende emocionalmente da mãe para sua sobrevivência e, na unidade neonatal depende dos profissionais lá presentes. Desse modo, a preocupação desta pesquisa consiste em voltar um olhar mais atento aos personagens que participam da neonatal, pois deles dependem o seguimento da saúde física e mental do bebê prematuro. A pesquisa foi desenvolvida na Unidade Neonatal do Hospital Universitário da Universidade Estadual de Londrina. Para isso, utilizou-se do método qualitativo de pesquisa, com uso da observação participante e de entrevistas, contextualizando a primeira etapa da implantação do Método Canguru mediante avaliação de benefícios e dificuldades
Abstract: This study investigates the Kangaroo Care intervention possibilities concerning the mother's approach to her premature baby, surrounded by a technological barrier that permeates treatment. The survival and development of the baby depend on technology, medicines and health professionals, as they represent, in his early life, safety for him and his mother. In the face of the adversities of this situation, the aim of the study is to analyze the challenges of the implementation of the 1st phase of the Kangaroo Care in a neonatal unit. Kangaroo Care not only provides early skin-to-skin contact between the infant and the mother and father, allowing greater participation in caring, but also enables the organization of the neonatal environment as to noise and lighting, and pain control, in order to decrease the negative effects on the infant s development. The basis of Winnicott's thought shows that the consistency of maternal care ensures continuity of being or continuing baby's existence. Thus, the baby depends emotionally on the mother for his survival and, in the neonatal unit, depends on the professionals present there. Thus, the concern of this research is to look closer at the medical professionals who work in the neonatal unit, because the physical and mental health of the premature baby depends on them. The research was conducted at the Neonatal Unit of the University Hospital of the State University of Londrina. We used a qualitative research method, participant observation and interviews, contextualizing the first stage of the Kangaroo Care implementation through evaluation of benefits and difficulties
Palavras-chave: Método Canguru
Bebê/Pais/Equipe
Unidade Neonatal
Winnicott
Kangaroo Mother Care
Infant/parents/hospital staff
Neonatal Unit
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Marson, Ana Paula. Implantação da 1ª etapa do Método Canguru em uma Unidade Neonatal: uma análise dos benefícios e dificuldades. 2015. 106 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15441
Data de defesa: 18-Sep-2015
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana Paula Marson.pdf657,57 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.