???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15462
Tipo do documento: Tese
Título: Experimentações do corpo: da dança à escrita
Autor: Londero, Selmara Merlo 
Primeiro orientador: Rolnik, Suely Belinha
Resumo: A tese parte de experimentações com dança vocal, movimento autêntico e improvisação, ou seja, trabalhos corporais da educação somática bem como do flamenco para buscar uma aproximação ao saber do corpo. Realiza uma problematização do corpo, discutindo o real da pulsão e o gozo feminino como possibilidades de questionar as dicotomias mente/ corpo, razão/afeto, presentes em nossa cultura. Esta experimentação levou à experiência de alteração de consciência via movimento, e foi se tecendo na escrita que tenta se fazer na suspensão dos julgamentos racionais e de valores morais. A vivência com a dança aos poucos foi se tornando um dispositivo de escrita. O método cartográfico possibilitou uma coemergência entre conhecer, agir e criar à medida que o texto foi se tecendo. Para isso registraram-se as experimentações com a dança em um Diário de Bordo. As experimentações pretendiam se afastar do excesso de significações, do desgaste da palavra as quais apartam o corpo de seus afetos, possibilitando a vivência de abertura para acolher a instabilidade gerada pelas afetações e pelos embates de forças da vida. Foi possível experimentar o movimento da dança como resistência à captura da disciplinarização do corpo e como abertura para as conexões que o movimento faz, produzindo uma escrita corpórea. Ora o texto se apresenta mais elaborado por uma rede de associações que se tecem por conteúdos em conexões de tempos diversos, ora jorra como fluxo de ideias. É no bordejamento do sem sentido, do atrito de afecções entre afetos e ideias, pensamentos e imagens, que o texto vai se constituindo e construindo novos sentidos. Nesse sentido, o saber do corpo ou a pulsão é a mola propulsora do movimento que leva a dançar e a escrever. A criação do texto se fez por meio da sublimação. Todo o percurso foi acompanhado pelo pensamento de autores da filosofia, dança, arte e psicanálise; principalmente por Freud, Lacan, Deleuze, Guattari, Spinoza e Nietzsche
Abstract: The thesis draws upon trials with vocal dance, improvisation and authentic movement, i.e. the bodywork of both somatic education and flamenco, to seek an approach to the knowledge of the body. It problematizes the body, discussing the real drive and female enjoyment as possibilities to question the dichotomy mind/body, reason/affection, present in our culture. The trial led to the experience of consciousness change through movement, and was woven in a writing that tries to suspend rational judgments and moral values. The experience with dance gradually became a writing device. The cartographic method enabled the co-emergence of knowing, acting and creating while the text wove itself. Thus the trials with dancing were registered in a diary. The experimentations intended to move away from the excess of meanings, worn down words, which separates the body from its affections, allowing the opening of experience to host the instability generated by the affectations and the struggles of life forces. It was possible to experience dance movements as resistance to the capture of disciplining the body and as an opening for connections that the movement establishes, producing a corporeal writing. Sometimes the text appears more prepared by a network of associations woven by contents in connection to different times, sometimes gushes like a flow of ideas. It is in bordering the meaningless, the friction of affections between feelings and ideas, thoughts and images that the text constitutes itself and constructs new meanings. In this sense, knowledge of the body or drive is the driving force of the movement that leads to dancing and writing. The text was created by means of sublimation and draws upon the thoughts of authors of philosophy, dance, art and psychoanalysis, mainly Freud, Lacan, Deleuze, Guattari, Spinoza and Nietzsche
Palavras-chave: Dança
Corpo
Escrita
Psicanálise
Dance
Body
Writing
Psychoanalysis
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Londero, Selmara Merlo. Experimentações do corpo: da dança à escrita. 2016. 110 f. Tese (Doutorado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15462
Data de defesa: 27-Jan-2016
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Selmara Merlo Londero.pdf1,52 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.