???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16409
Tipo do documento: Dissertação
Título: Ouvir/falar: um exercício necessário na interação de docentes e não-docentes
Autor: Torres, Suzana Rodrigues
Primeiro orientador: Placco, Vera Maria Nigro de Souza
Resumo: Frente às crises pelas quais passa a educação, os professores têm sido enfaticamente destacados. É certo que seu papel é fundamental para qualquer tentativa de superação das crises. Entretanto, suas possibilidades de ação e transfonnação recebem múltiplos fatores intervenientes, indicando a necessidade de análises mais amplas que contribuam para o desvelamento destas interferências. A escola é vista como um espaço socialmente constituído, no qual os professores não atuam isoladamente, mas em parceria com outros educadores. Pela forma com que muitas escolas se organizam, a equipe técnica é que mantém ações mais diretamente vinculadas aos professores. Assim, as interações entre docentes e não-docentes se constituem em importantes focos de investigação. Numa perspectiva sócio-histórica, as interações são construídas a partir de conteúdos sociais e histórico-culturais, gerando representações internalizadas de papéis e contra-papéis. No cotidiano das ações destes educadores, estas representações permeiam as diversas situações, contribuindo ou dificultando interações significativas e possibilitadoras de processos de transformação. o ocultamento destas representações é visto como um aspecto mantenedor das estruturas organizacionais da escola, que vêm se caracterizando pelas fragmentações do trabalho, divisões hierárquicas e desapropriações dos saberes dos professores. Por outro lado, o comonto das representações dos docentes e não-docentes, construídos ao longo de suas trajetórias, desvelando-as, pode significar reposicionamentos e alterações. Pretendendo levantar indícios destas interações, para que os não-docentes tenham referências mais espontâneas dos professores sobre sua atuação, podendo revê-Ias e para criar espaços para que os docentes se coloquem, optamos por OUVIR / FALAR com os professores, como um caminho metodológico a esta pesquisa, mas, principalmente, como um exercício que deva ser incorporado às interações destes educadores, no cotidiano de suas vivências
Palavras-chave: Orientacao educacional
Professor e aluno
Professores -- Formacao profissional
Cotidiano na escola
Desenvolvimento e aprendizagem
Formacao de professores
Orientacao vocacional
Psicologia da Educacao
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::FUNDAMENTOS DA EDUCACAO::PSICOLOGIA EDUCACIONAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Psicologia da Educação
Citação: Torres, Suzana Rodrigues. Ouvir/falar: um exercício necessário na interação de docentes e não-docentes. 1994. 239 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1994.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16409
Data de defesa: 30-Nov-1994
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Psicologia da Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Suzana Rodrigues Torres.pdf11,6 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.