???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17332
Tipo do documento: Tese
Título: A categoria "meninos de rua" na mídia: uma interpretação ideológica
Autor: Andrade, Marcelo Pereira de 
Primeiro orientador: Rosemberg, Fúlvia
Resumo: Esta tese acolhe o objetivo geral do Núcleo de Estudos de Gênero, Raça e Idade (NEGRI), do Programa de Estudos Pós-Graduados da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, que é compreender a construção social da infância pobre no Brasil, e integra uma das pesquisas coletivas do NEGRI Infância pobre, políticas públicas e ideologia na mídia . Nesta tese, particularmente, nos interessa a construção pela mídia, a partir da análise da produção do jornal de Folha de S. Paulo no período 1980-2001, da categoria meninos de rua . Para a interpretação da produção da Folha, utilizamos o conceito de ideologia e o referencial metodológico hermenêutica de profundidade propostos por John B. Thompson (1995) e o conceito de estigma de Erving Goffman (1988). Para tanto, foram analisadas 449 unidades de informação sobre o tema meninos de rua publicadas pelo jornal no período supracitado, utilizando-se técnicas de análise de conteúdo. A análise das unidades de informação permitiu construir uma proposta interpretativa em que o conceito de estigma ocupa posição de escol. A análise da produção do jornal Folha de S. Paulo sobre a categoria meninos de rua indica que o tema se manteve na pauta do jornal, mas não é atrelado a nenhum caso ou campanha ao longo dos 21 anos. A principal entrada da categoria menino de rua nas páginas do jornal é via o tema da violência, predominantemente como vítima. A Folha priorizou o discurso de denúncia, simplificador e que não contribui para a compreensão do fenômeno social crianças e adolescentes em situação de rua no Brasil. A produção jornalística da Folha expõe os personagens (depoentes) que têm suas identidades reveladas pelos: nomes, prenomes, iniciais e apelidos. Em contrapartida, outras informações são negadas como: escolaridade, procedência, composição e vinculo familiar. Os depoentes não têm direito à voz, exceto quando contam suas histórias, que confirmam aquilo que a Folha já sabe. As famílias dos depoentes também não têm direito a voz e são culpabilizadas pelas más condições de vida e pela situação de rua de seus filhos. Estas características, na perspectiva de Thompson (1995), permite interpretar que a produção do jornal Folha de S. Paulo sobre a categoria meninos de rua é ideológica, pois sustenta e reproduz relações de dominação dos não-pobres sobre os pobres
Abstract: This thesis links up with the general purpose of the Núcleo de Estudos de Gênero, Raça e Idade (NEGRI), a study group working on gender, race and age, in the Postgraduate Studies Program of Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, that is to understand the social construction of poor childhood in Brazil, and is part of one of the collective researches of NEGRI Poor childhood, public policies and ideology in media . In this thesis, we are particularly interested in the construction of the category street children by media between 1980 and 2001, through the interpretation of the production of the newspaper Folha de São Paulo. Thus, we have used the concept of ideology and the methodological reference of hermeneutics proposed by John B. Thompson (1995), as well as Erving Goffman s concept of stigma (1988). Thus, we have analyzed 449 units of information about the theme street children that were published by this newspaper during the cited period of time, using techniques of analysis of the contents that allow us to state an interpretative proposal in which the concept of stigma occupies a position of elite. The interpretation of the street children category in the production of Folha de São Paulo has indicated that the theme was presented in the newspaper guide lines, but there was no link between it and a case or a campaign during these 21 years. The main entrance of the theme street children is through violence, predominantly as the victim, though sometimes as the executioner. The Folha has given preference to the discourse of denouncement that simplifies the fact and does not contribute to the comprehension of the social phenomenon of street children in Brazil. On one hand, the Folha journalistic production exposes the characters that give the deposition, revealing their identities by: names, first names, initials and nicknames. The places where they use to be are also identified. On the other hand, other information is denied such as: school level, origin, family bond and composition. These people who give the deposition have no right to speak, unless when they tell their stories, confirming what the Folha already knows. Their families do not have the right to speak too and are guilty of the bad conditions of life and of their sons situation. These characteristics, in Thompson s perspective (1995), allow us to interpret that the production of Folha de São Paulo concerning the street children category is ideological, since it supports and reproduces relationships of domination of the non-poor over poor people
Palavras-chave: mídia e infância
criança e adolescente em situação de rua
ideologia e infância
media and infancy
street children
ideology and infancy
Menores de rua
Comunicação de massa
Folha de S. Paulo
Mídia e infância
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA SOCIAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social
Citação: Andrade, Marcelo Pereira de. A categoria "meninos de rua" na mídia: uma interpretação ideológica. 2005. 249 f. Tese (Doutorado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17332
Data de defesa: 6-Jun-2005
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Marcelo Andrade.pdf6,96 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.