???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18093
Tipo do documento: Dissertação
Título: Da fenomenologia às ciências cognitivas: o hábito como operador cognitivo
Autor: Gala, Adelino de Castro Oliveira Simões 
Primeiro orientador: Santaella, Lucia
Resumo: Esta dissertação tem como objetivo de pesquisa examinar os conceitos filosóficos do hábito, introduzi-lo no campo das Ciências Cognitivas dentro de uma abordagem não-dualista e defini-lo como operador cognitivo. Após introdução metodológica e apresentação das reflexões e motivações do trabalho, começa no primeiro capítulo com um levantamento dos principais autores que abordaram o tema na filosofia medieval, observando Aristóteles, Tomás de Aquino e enfatizando Duns Scotus. Destacados os entendimentos e conceitos chaves do hábito e da intencionalidade, avança para a filosofia do século XX através dos estudos de Husserl, autor compreendido como sendo o pai da fenomenologia. Em seguida, com o intuito de buscar uma alternativa ao dualismo característico dos estudos da mente de Husserl, o capítulo dois aplica-se na compreensão fenomenológica de Merleau-Ponty, da noção do corpo como mente e do hábito incorporado. Como ponte entre a filosofia e as Ciências Cognitivas, o capítulo três apresenta o trabalho de Varela contextualizado na filosofia de M-Ponty e na história e paradigmas das Ciências Cognitivas. Por final, sugere na conclusão uma definição para o hábito como operador cognitivo e possíveis caminhos de desenvolvimento futuro da pesquisa
Abstract: This dissertation aims at researching the concepts of habit that emerged in philosophy, and then introduce it in the Cognitive Science program through a nondualistic approach. After discussions on methodologies and the researcher´s motivations, the first chapter starts with a survey of the most important philosophers from medieval philosophy that dealt with the theme: Aristotle, Thomas de Aquinas and mainly Duns Scotus. After exploring and identifying the concepts of intentionality and habit, it advances to the twentieth century philosophy into Husserl´s studies, who is recognized as the founder of phenomenology. Afterwards, in order to seek for an alternative to the dualism that underlies Husserl´s research of mind, chapter two engages in the understanding of Merleau-Ponty´s works and mainly his phenomenology of perception. The next step is to link M-Ponty´s philosophy and the Cognitive Science program. This is done in chapter three which contextualizes Varela´s research and how it constrains both fields. Finally, the conclusion suggests a definition of the concept of habit as a cognitive operator, and shows possible future paths for the present work
Palavras-chave: Hábito
Fenomenologia
Ciências cognitivas
Habit
Phenomenology
Cognitive science
Área(s) do CNPq: CNPQ::OUTROS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Mídias Digitais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Tecnologia da Inteligência e Design Digital
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18093
Data de defesa: 17-Apr-2012
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Tecnologia da Inteligência e Design Digital

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Adelino de Castro Oliveira Simoes Gala.pdf259,12 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.