???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/1829
Tipo do documento: Tese
Título: Contradições e ambiguidades do espaço religioso: megaigreja, urbanização e massa
Autor: Amorim, Sérgio Gonçalves de 
Primeiro orientador: Guerriero, Silas
Resumo: Esta pesquisa tem por objetivo demonstrar as contradições e ambiguidades relativas à formação do espaço religioso que se dá no contexto das cidades. Tal esforço científico se justifica em função da compreensão dos papéis que as práticas religiosas possuem relativamente ao estabelecimento da cidadania, não apenas no nível da religião, mas tendo como referência toda a cidade. Ao abordar a religião sob a ótica do espaço, esta pesquisa considerou o processo histórico de constituição das cidades e das religiões, localizando no interior do espaço da cidade seus espaços religiosos. Buscou-se demonstrar que as religiões têm contribuído para uma afirmação histórica e estrutural da cidade como espaço de controle e domínio sobre uma massa, fundamentando assim o exercício de um poder político, econômico e também religioso. Como parte de uma demonstração empírica, considerou-se o processo histórico de urbanização do município de São José dos Campos, e nesta cidade uma de suas igrejas, a Primeira Igreja Batista em São José dos Campos (PIBSJC). Avaliou-se, ao longo de sua história no município, como esta organização religiosa tornou-se uma megaigreja. Apontou-se para as contradições e ambiguidades presentes nesse processo, que tem conduzido à massificação e alienação dos fiéis dessa igreja e dos citadinos dessa cidade. Esses tipos de organizações religiosas têm se estruturado, no Brasil e no mundo, a partir da adoção de modelos de gestão profissional e de estratégias de propaganda e marketing religioso, além de uma planificação específica em termos arquitetônicos e urbanísticos visando a certa centralidade no tecido urbano. Tais fenômenos acabariam por se constituir em um tipo de religião e de religiosidade que corresponderiam, no plano da fé, aos intensos processos de urbanização que têm caracterizado as cidades contemporâneas. O espaço religioso é um pedaço da cidade e é caracterizado pelos mesmos processos que têm transformado o espaço citadino em mercadoria, fragmentando-o e alimentando a processos de segregação socioespaciais e de crise dos espaços públicos, que a experiência religiosa reafirmaria, sendo, na atualidade, impotente na proposição de alternativas ao controle e domínio que se dá através da cidade
Abstract: This research aims to demonstrate the contradictions and ambiguities related to the creation of religious spaces that take place in the city context. This scientific effort is justified by the understanding of the roles that religious practices have on the establishment of citizenship, not only in terms of religion, but also taking the entire city as a reference. By treating religion from a space perspective, this research considered the historical process of constituting cities and religions, locating religious spaces within the city space. Demonstrating that religions have been contributing to a structural and historical confirmation of the city as a control and domination space over a mass of people, thus justifying the exercise of a political, economic and religious power. As part of an empirical demonstration, the historical process of urbanization in the municipality of São José dos Campos was considered, and within this city, one of its churches: the First Baptist Church in São José dos Campos (Primeira Igreja Batista em São José dos Campos PIBSJC). Assessing how this religious organization became a mega-church throughout its history in the city. Pointing-out the contradictions and ambiguities in this process, since it has been leading to the massification and alienation of its believers, as well as that of the city dwellers. These types of religious organizations have been emerging, in Brazil and worldwide, through the adoption of professional management models and of religious advertising and marketing strategies; in addition to a specific architectural and urban planning, aiming to locate centrally such religious organizations. Such phenomena would eventually form the core of a type of religion and religiosity that would correspond, in terms of faith, to the intense urbanization process that has been characterizing contemporary cities. The religious space is a 'piece' of the city and it is characterized by the same processes that have been transforming the city space into a commodity, fragmenting it and feeding socio-spatial segregation processes and public spaces crisis processes, which would be reaffirmed by the religious experience, being today, powerless in proposing alternatives to the control and domination that takes place through the city
Palavras-chave: Religião
Espaço
Cidadania
Espaço Religioso
Espaço urbano
Cidade
Religion
Space
Citizenship
Religious space
Urban space
City
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA::OUTRAS SOCIOLOGIAS ESPECIFICAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Ciências da Religião
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/1829
Data de defesa: 20-Oct-2011
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Sergio Goncalves de Amorim.pdf2,28 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.