???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/1883
Tipo do documento: Tese
Título: Assembleias brasileiras de Deus: teorização, história e tipologia 1911- 2011
Autor: Alencar, Gedeon Freire de 
Primeiro orientador: Abumanssur, Edin Sued
Resumo: As Assembleias de Deus - ADs, surgidas em 1911, em Belém-PA, hoje presentes no país inteiro, são há algumas décadas a maior denominação evangélica do Brasil, e, segundo o Censo de 2010, têm 12.314.410 membros, ou mais de 6% da população brasileira. Nascidas de um grupo dissidente da Igreja Batista, em adesão à mensagem pentecostal de dois suecos: Daniel Berg e Gunnar Vingren. Conquanto antes já existissem outras pessoas e manifestações ditas pentecostais, é a partir desta liderança e grupo que o fenômeno se propaga, acompanhando, inicialmente, a migração interna do ciclo da borracha e depois as inúmeras migrações Nordestinas, se consolidando, finalmente, nos espaços urbanos. Por causa de um extremo congregacionalismo, a partir do conceito sueco de igrejas livres , não se permitiu uma organização institucional nacional ou regional. Ao longo da história vai se fragmentando, mas com mensagem e personalidades carismáticas marcadas por acentuado tradicionalismo a partir das igrejas-sedes de Ministérios e seus pastores-presidentes, caminhando, desta forma, em direção ao extremo episcopalismo. Cresceu acompanhando o amplo processo urbano, mas também, ou muito mais, pela imensa concorrência interna. Usando a teorização weberiana das dominações carismática, tradicional e racional burocrática, estabeleceremos a Matriz Pentecostal Assembleiana Brasileira MPAB, em suas identidades irreversivelmente fracionadas em divergências internas, formando, assim, os distintos assembleianismos urbano, rural, difuso e autônomo. Não se trata, assim, de uma igreja, mas de diversas, distintas, concorrentes e divergentes entre si, muito parecidas com o país onde nasceram, cresceram e se consolidaram. Portanto, Assembleias Brasileiras de Deus.
Abstract: The Assembleias de Deus-ADs, which emerged in 1911 in Belem-PA and are currently present in the entire country, for several decades have been the largest evangelical denomination in Brazil with 12,314,410 members or more than 6% of the population (2010 Census). It was created from a splinter group of the Baptist Church, in support of the Pentecostal message of two Swedes, Daniel Berg and Gunnar Vingren. Although, there have been other people and so-called Pentecostal manifestations, it is from this leadership and group that the phenomenon has spread, initially accompanying the internal migration of the rubber boom and then the numerous migrations of people from north-eastern Brazil, and ultimately consolidating in urban zones. Because of the extreme Congregationalism, as from the Swedish "free churches" concept, a national or regional institutional organization was not accepted. Throughout history, it becomes fragmented, because it was institutionally weak, but relied on strong charismatic personalities characterized by sharp traditionalism, from church headquarters of Ministries and their president-ministers, to extreme Episcopalianism. It grew followed by the broad urban process, but also and much more due to the immense internal competition. Using the Weberian theory of the domination charismatic, traditional and rational bureaucratic, we shall set forth Matriz Pentecostal Assembleiana Brasileira - MPAB (Brazilian Assembly Pentecostal Mother Church) in their fractional identities and irreversible internal differences, thus forming the distinct assembleianismos. For it is not a church, but several, distinct, divergent and competing units, quite like the country where they first appeared, grew and consolidated, therefore, Brazilian Assemblies of God.
Palavras-chave: Assembleias de Deus
Pentecostalismos
Sociedade brasileira
Assemblies of God
Pentecostal identities
Brazilian society
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA::OUTRAS SOCIOLOGIAS ESPECIFICAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Ciências da Religião
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião
Citação: Alencar, Gedeon Freire de. Assembleias brasileiras de Deus: teorização, história e tipologia 1911- 2011. 2012. 285 f. Tese (Doutorado em Ciências da Religião) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/1883
Data de defesa: 30-Nov-2012
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Gedeon Freire de Alencar.pdf3,69 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.