Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18880
Tipo do documento: Tese
Título: Freud e Winnicott sobre a religião uma análise sobre o “crer” a partir de casos clínicos de evangélicos brasileiros
Autor: Ailton Leite Rocha 
Primeiro orientador: Valle, João Edenio dos Reis
Resumo: Trata-se de uma pesquisa qualitativa que busca a partir de dois autores clássicos da psicanálise, a saber, Sigmund Freud e Donald Winnicott, explicar e explorar como os referidos autores percebiam a fenomenologia do ‘crer’, e como cada um lidava e descrevia o mesmo. Para realizar tal tarefa, a pesquisa faz um levantamento bibliográfico sobre os pressupostos teóricos do cada autor, assim como faz uma exploração através de estudos de casos com evangélicos brasileiros e confronta dialogicamente os mesmos, buscando simetrias e assimetrias. O trabalho objetiva analisar partindo dos pressupostos teóricos de Sigmund Freud e Donald Winnicott sobre o ‘crer’ aplicado de forma investigativa aos evangélicos brasileiros de diferentes confissões e correntes, a partir de vinhetas de casos clínicos e delas derivar novos elementos investigativos. Tem-se como hipóteses nesse trabalho a perspectiva de que tanto Sigmund Freud com seus pressupostos críticos e Donald Winnicott com sua abordagem mais favorável à crença, funcionam como complementares, podendo observar em determinados casos a explicação Freudiana como mais exequível, e em outros casos, a perspectiva Winnicottiana. No que tange ao pensamento psicanalítico primaz de Sigmund Freud, o trabalho se debruça, especialmente, em analisar os pressupostos do ‘crer’ como possível fruto da infantilização, culpa, ilusão. Por outro lado, os pressupostos Winnicottianos do ‘crer em’ são especialmente investigados a partir da perspectiva do holding materno, teoria do amadurecimento e figura materna. A pesquisa se debruça, ainda, na investigação exploratória do ‘crer’ presente no discurso de evangélicos brasileiros, assim como a partir dos casos clínicos reais atendidos por este profissional em consultório psicológico de base analítica ao longo dos últimos seis anos, assim como na sua confrontação dialógica com os pressupostos analíticos Freudianos e Winnicottianos
Abstract: This paper is a qualitative research which aims at explaining and exploring the way Sigmund Freud and Donald Winnicott perceived the phenomenology of “believing”, and how each one of them described and dealt with it. In order to achieve such task, the research did a bibliographic survey about each author’s theoretical assumptions, as well as an exploration through case-studies with Brazilian evangelicals and confront them in a dialogical way, searching for symmetries and asymmetries. The paper aims at analyzing the “believing” based on Sigmund Freud’s and Donald Winnicott’s theoretical assumptions, applied in an investigative way to Brazilian evangelicals belonging to different confessions and currents, based on vignettes of clinical cases and deriving new investigative elements from them. The hypothesis in this paper is the perspective that either Freud, with his theoretical assumptions, or Winnicott, with his approach being more favorable to the belief, work supporting each other. With some cases having Freud’s explanations being more attainable, and in other ones, Winnicott’s perspective. When it comes about Freud’s primate psychoanalytical thought , this paper leans over analyzing the “believing” theoretical assumptions as a possible fruit of childish behavior, guilt, illusion. On the other hand, Winnicott’s theoretical assumptions about “believing in” are specially investigated based on the maternal holding, theory of maturation and maternal figure. The research also leans over the exploratory investigation of the “believing” which is present in Brazilian evangelicals’ speeches, as well as actual clinical cases seen by this professional in an analytical basis psychological office throughout the last six years, as well as his dialogical confrontation with Freud’s and Winnicott’s theoretical assumptions
Palavras-chave: Freud
Winnicott
Psicanálise
Belief
Religion
Evangelicals
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA::OUTRAS SOCIOLOGIAS ESPECIFICAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião
Citação: Ailton Leite Rocha. Freud e Winnicott sobre a religião uma análise sobre o “crer” a partir de casos clínicos de evangélicos brasileiros. 2016. 202 f. Tese (Doutorado em Ciência da Religião) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18880
Data de defesa: 25-Fev-2016
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Ailton Leite Rocha.pdf1,18 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.