???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18914
Tipo do documento: Dissertação
Título: As causas naturais a perspectiva da arte médica no Corpus Hippocraticum
Título(s) alternativo(s): The natural causes: the perspective of medical art in Corpus Hippocraticum
Autor: Terlizzi, Regina Helena
Primeiro orientador: Perine, Marcelo
Resumo: O Corpus Hippocraticum ou Coleção Hipocrática reúne um conjunto de tratados médicos gregos dos sécs. V e IV a.C., entre os quais encontramos o registro de discursos fundamentais de autores hipocráticos em defesa da existência da atividade médica como arte na cultura grega. A diversidade dos problemas e a intensidade das polêmicas de natureza epistemológica devem ser compreendidas no contexto de uma intensa atividade intelectual que alcança vários domínios do conhecimento humano e que caracteriza o chamado século de Péricles. Para estabelecer a medicina como arte, os hipocráticos devem apresentar os fundamentos do método que lhes permitiu o avanço do conhecimento das causas naturais das doenças humanas. Como tal conhecimento pressupõe uma série de noções elaboradas pela filosofia, causa (aitia) e natureza (physis), ocorre um entrelaçamento de questões e teorias que aproxima positivamente os dois campos de conhecimento, até o ponto no qual se instala uma divergência médica categórica em relação ao método filosófico. As polêmicas, como atestam os tratados, acabam opondo por um lado, aqueles que defendem a inserção de pressupostos filosóficos na medicina, segundo os quais ela não poderia avançar sem um conhecimento anterior sobre a natureza do homem e os elementos que o constituem, e por outro, aqueles que afirmam a existência de uma medicina antiga que há muito tempo soube encontrar os seus próprios meios de investigação e que, portanto, deve ser considerada autônoma em relação à filosofia. Para conhecermos o teor dos argumentos envolvidos nessas discussões, analisaremos quatro tratados hipocráticos onde as questões de ordem epistemológica são abordadas de forma mais específica: Da doença sagrada, Da arte, Da medicina antiga, Da natureza humana
Abstract: The Corpus Hippocraticum or Hippocratic Collection brings together a group of Greek medical treatises from V and IV centuries BC, among which we find the register of fundamental speeches from Hippocratic authors in defense of the existence of medical activity as art in Greek culture. The diversity of problems and the intensity of polemics from epistemological nature should be comprehended in the context of an intense intellectual activity, which reaches several domains of human knowledge and which characterizes the so-called Pericles century. In order to establish medicine as art, Hippocraticals must present the basis of the method which enabled them the advance in knowledge of natural causes for human diseases. As such knowledge supposes a series of notions elaborated by philosophy, cause (aitia) and nature (physis), there is an interweaving of matters and theories which positively brings both knowledge fields closer, until the point in which a categorical medical divergence is installed related to the philosophical method. The polemics, as the treatises certify, end up opposing, on one hand, those who defend the insertion of philosophical assumptions in medicine, according to which it could not go on without previous knowledge regarding human nature and the elements which constitute it; on the other hand, those who affirm that the existence of an old medicine which long ago could find its own means of investigation, therefore, should be considered standalone related to philosophy. As to better know the arguments level involved in these discussions, we will analyze four Hippocratic treatises where epistemological matter are approached in a more specific way: On the sacred disease, The art, On ancient medicine, On the nature of man
Palavras-chave: Hipócrates
Medicina
Filosofia
Hippocrates
Medicine
Philosophy
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Filosofia
Citação: Terlizzi, Regina Helena. As causas naturais a perspectiva da arte médica no Corpus Hippocraticum. 2016. 161 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Filosofia, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18914
Data de defesa: 1-Apr-2016
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Filosofia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Regina Helena Terlizzi.pdf1,01 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.