???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/1932
Tipo do documento: Dissertação
Título: Mulher Soka em terras santas: a propagação do budismo em Aparecida do Norte e Juazeiro do Norte
Autor: Santos, Maria de Lourdes dos 
Primeiro orientador: Nunes, Maria José Fontelas Rosado
Resumo: Essa pesquisa foi realizada com mulheres budistas de Juazeiro do Norte, CE, e Aparecida do Norte, SP, para conhecê-las e saber como as integrantes da Divisão Feminina da Associação Brasil Soka Gakkai Internacional desenvolvem a prática budista nesses locais marcadamente cristãos. Em Juazeiro, o culto ao Padre Cícero move a cidade. Em Aparecida, o culto a Nossa Senhora Aparecida também mobiliza milhares de pessoas. Duas cidades tão parecidas, mas ao mesmo tempo tão diferentes na forma de manifestar a religiosidade uma popular, outra institucionaliza. Sendo assim, a BSGI em cada localidade também difere na forma de desenvolver suas atividades de proselitismo, o que resulta em uma forma singular da participação das mulheres, principalmente em Juazeiro, e no discurso de seus líderes. A distância geográfica de Juazeiro em relação a São Paulo, onde a sede da BSGI está instalada, e a pouca experiência de sua liderança, pareceu-nos ser o motivo de se desenvolver no distrito uma forma diferenciada de atender aos membros locais, muito diferente das demais localidades onde a BSGI está instalada. Ao mesmo tempo, essa forma poder ser um dos motivos da redução de adeptos apresentada pelo distrito nos últimos anos, associada à questão de relacionamento e afastamento de líderes centrais da Divisão Feminina da organização. Em Aparecida, o apoio de São José dos Campos e a maior experiência de prática das líderes da Divisão Feminina favorecem a existência de uma organização com maior identidade Soka. O sincretismo cristianismo-budismo nasceu no Japão, país em que a fidelidade religiosa não é fundamental. O budismo praticado no Brasil assume elementos do cristianismo. Mesmo sendo japonesa, a BSGI não permite o duplo pertencimento por questões doutrinárias. Apesar da exigência de fidelidade religiosa, nem sempre ela é possível, e o discurso difere muitas vezes da ação de muitas mulheres que se converteram ao budismo. Que tipo de conversão foi realizada, em que plano de consciência é um dos pontos que apresentamos. Como é muito difícil surgir no Brasil um budismo brasileiro , trazemos a proposta de um budismo de fronteira , espaço onde tudo pode acontecer. O espaço entre duas fronteiras fluidas, budismo e cristianismo, favorece o transitar por seus territórios delimitados por culturas e identidades. Por isso, quando uma fronteira se retrai, como está acontecendo com o catolicismo, outras se ampliam, como o pentecostalismo, e, nessa onda, muitas escolas budistas. Dentre elas, a BSGI está se desenvolvendo, mas os espaços religiosos sempre serão delimitados. Nesse universo vive a Divisão Feminina da BSGI. Para conseguir transitar, mesmo que indiretamente por essas fronteiras afinal, estão em um país com mais de 80% da população cristã , necessitam de estrutura social (dos companheiros budistas) e religiosa (dos líderes budistas). Faltando uma delas, não conseguem seguir praticando o budismo
Abstract: This research focuses on Buddhist women ー members of the Brasil Soka Gakkai International (BSGI) who live in Juazeiro do Norte, Ceara, and also on those who live in Aparecida do Norte, Sao Paulo, in Brazil. The purpose was to find out how these women practices Buddhism within such Christianity-based societies. In Juazeiro city, cults are around Father Cicero. In Aparecida, Our Lady of Aparecida also attracts millions of people. Two cities which are so similiar, but, at the same time, so different when manifesting their religious ways one is popular; the other, institutionalized. Similarly, each local BSGI also differs in the way they develop their proselytist activities, which turns unique the participation by the women, and the organization s leaders speeches, especially in Juazeiro. The geographical distance between Juazeiro and Sao Paulo where the BSGI headquarters is located and also the little experience of the leadership in Juazeiro, based on this Buddhist organization s guidelines, seem to us the reasons for developing, in the district, a differentiated way of supporting the local members compared to the other BSGI local communities. At the same time, such differentiated way may be one of the causes for the decrease in the number of followers shown by the district in the last years, associated with the Womens Division s relationship problems and the abandonment of this faith by top leaders of such Division. In Aparecida, thanks to the support they receive and the more experienced leadership by the Womens Division of Sao Jose dos Campos, the Buddhist Aparecida women are favored with the existence of a stronger Soka Gakkai identity. The Christianity-Buddhism syncretism was born in Japan, country where the religious loyalty is not essential. The Buddhism as practiced in Brazil takes Christian elements. Although Japanese-based, the BSGI does not permit double belonging due to doctrinal reasons. Even though the religious loyalty is a requirement, it is not always possible, and the discourse differs a lot from the action of many women who were converted to Buddhism. The way they were converted their counsciouness level at conversion is one aspect that we present. As it is very difficult to create a Brazilian Buddhism , we propose a Buddhism of frontier , where everything may happen. The space between two fluid frontiers, Buddhism and Christianity, favors the transit through their domains, which are limited by cultures and identities. For this reason, when a frontier retreats, as it is happening with the Christianity s, others advance, as it is happening with the Pentecostalism s, and the same is happening with many other Buddhist schools. Among them, the BSGI is developing, but the religious spaces will always be limited. The BSGI Womens Division exists within this universe. In order to transit, even though indirectly, within these frontiers for they are in a country with an 80 per cent of Christian population , they need a social structure (provided by the Buddhist fellow members) and a religious one (provided by the Buddhist leaders). At the absence of one of them, these women will not be able to sustain their Buddhist practice
Palavras-chave: Divisão feminina
BSGI
Mulheres
Soka Gakkai
Budismo
Womens division
BSGI
Women
Buddhism
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA::OUTRAS SOCIOLOGIAS ESPECIFICAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Ciências da Religião
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião
Citação: Santos, Maria de Lourdes dos. Mulher Soka em terras santas: a propagação do budismo em Aparecida do Norte e Juazeiro do Norte. 2014. 156 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Religião) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/1932
Data de defesa: 9-Sep-2014
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria de Lourdes dos Santos.pdf4,7 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.