???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/2027
Tipo do documento: Dissertação
Título: Ética solidária: um estudo da ação religiosa e ética da Liga das Senhoras Católicas de São Paulo, nos princípios de Emmanuel Levinas
Autor: Santana, Maria Angelica
Primeiro orientador: Guerriero, Silas
Resumo: Neste trabalho abordarmos a face como ícone da ética solidária e da responsabilidade sobre o outro, de acordo com a teoria de Emmanuel Levinas. Diante da face do Outro, o sujeito se descobre responsável e lhe vem à idéia o Infinito. Filosoficamente, Levinas percebe que o pensamento ocidental, a partir da filosofia grega, desenvolveu-se como discurso de dominação. De Descartes, Levinas guarda a descoberta da idéia do infinito, tomada como orientação metafísica para a sua ética. Levinas conserva em sua filosofia influências do método fenomenológico husserliano e da analítica existencial heideggeriana, porém distancia-se de ambos essencialmente. Será, portanto, de grande importância, descobrir a ética na pratica do bem. A escolha da filosofia Levinasiana neste trabalho, vem considerar a contribuição que Levinas pode nos oferecer na criação de uma linguagem ética, um discurso simples. A construção de uma ética baseada na alteridade rompe a identidade do eu, mas é claro, no sentido de ver o outro como referência para a construção ética, isso não significa negação da identidade do eu. Neste trabalho foi averiguado o trabalho voluntário, a ética levinasiana como um princípio do acontecimento do bem e a pratica religiosa da LSCSP, através do estudo de campo. Uma LSCSP que na tradição cristã da religião tem uma vida solidária em nome da fraternidade, idéia fundada pelas senhoras católicas sob a perspectiva de uma sociedade mais justa. Levinas não explica a fraternidade humana pela semelhança, mas pela unicidade irrepetível do outro, uma igualdade que parte da diferença, que sabe acolher a mensagem da face do outro. Somente a partir da face, que a LSCSP vê a possibilidade de cumprir a lei amar a Deus e ao próximo , como também para Levinas, a revelação dá-se pela face do próximo. A justiça nasce, assim, da misericórdia, da responsabilidade pelo outro, reconhecimento da unicidade da LSCSP e do outro. A força e originalidade da filosofia de Levinas consistem na conjuntura que se une e abre na face de outrem, onde se une o reconhecimento de Deus com o reconhecimento da humanidade do outro
Abstract: In this work we aboard the face as icon of the solidary ethics and the responsibility on the other, in accordance with the theory of Emmanuel Levinas. Ahead of the face of the Other, the people discover him responsible and the Infinite it comes to the idea. Philosophically, Levinas perceives that the occidental thought, beginning from the Greek philosophy, developed as domination speech. Of Descartes, Levinas keeps the discovery of the idea of the infinite, taking as Metaphysical orientation for its ethics. Levinas conserves in his philosophy influences of the Husserlian phenomenological method and the Heideggerian analytical existential, however distanced of both essentially. It will be, therefore, of great importance, to discover the ethics in practices of the good. The choice of the Levinasian philosophy in this work considers the contribution that Levinas can us offer in the creation of an ethical language, a simple speech. The construction of ethics based on the alterity breaches the identity of I, but it is clearly, in the direction to see the other as reference for the ethical construction, this does not mean negation of the identity of I. This work inquired the voluntary work, the Levinasian s ethic as a principle of the event of the good and the religious practice of LSCSP through the field study. A LSCSP that in the Christian tradition of the religion, has a solidary life on behalf of the fraternity, idea established for the catholic ladies under the perspective of a society more joust. Levinas does not explain the human fraternity being for the similarity, but for the irrepetível unicity of the other, an equality that breaks the difference, that knows to receive the message from the face of the other. Only from the face, that LSCSP sees the possibility to fulfill the law to love God and the next , as well as for Levinas, the revelation it gives for the face of the next. Justice is born, thus, of the mercy, of the responsibility for the other, recognition of the unicity of LSCSP and the other. The force and originality of the philosophy of Levinas consist of the conjuncture that joins and opens, in the face of Other, where it joins the recognition of God with the recognition of the humanity of the Other
Palavras-chave: Solidariedade
Voluntário
Ética
Responsabilidade
Solidarity
Volunteer
Ethics
Responsibility
Liga das Senhoras Catolicas de Sao Paulo
Levinas, Emmanuel -- 1906-1995 -- Critica e interpretacao
Etica
Solidariedade
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::TEOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Ciências da Religião
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião
Citação: Santana, Maria Angelica. Ética solidária: um estudo da ação religiosa e ética da Liga das Senhoras Católicas de São Paulo, nos princípios de Emmanuel Levinas. 2007. 138 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Religião) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/2027
Data de defesa: 4-Jun-2007
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria Angelica Santana.pdf1,98 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.