???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/2124
Tipo do documento: Tese
Título: Natureza irreal ou fantástica realidade?: uma reflexão sobre a melancolia religiosa e suas expressões simbólicas na obra de Hieronymus Bosch
Autor: Ioshimoto, Lilian Wurzba 
Primeiro orientador: Ponde, Luiz Felipe
Resumo: Esta pesquisa aborda a melancolia religiosa e suas expressões simbólicas na obra pictórica de Hieronymus Bosch. A partir da definição de Robert Burton, investiga a pertinência do conceito de melancolia religiosa como descrição da paradoxal condição humana. Percorrendo desde suas primeiras definições, na medicina hipocrática ou na filosofia, passando pela teologia medieval, até a psiquiatria moderna, e apoiada nos aportes da psicologia analítica de Carl Gustav Jung, verifica que, para além de uma patologia, pode-se entendê-la como um símbolo que expressa o processo típico da alma, um estado psíquico que marca a dualidade da existência humana: separada de sua identidade ontológica, para se tornar realidade no tempo e no espaço, deve-se reconhecer como um fragmento real e não um todo irreal, deve aceitar que é criatura e não Criador. Tal processo, ultrapassando a compreensão racional, pois significa a relação do eu com as profundezas abissais da psique, só pode ser traduzido em imagens que vão desde o sublime e incompreensível até o perverso e grotesco. Imagens fantásticas como as encontradas na trama figurativa da obra bosquiana que, ademais de uma sátira ou predicação, revela não o medo da morte ou a falta de fundamento do homem, mas a permanente tensão eu-mundo-Deus, a angústia de viver. Este trabalho, assim, configura-se como uma análise simbólica das pinturas de Hieronymus Bosch, apoiado em seus comentadores, nas teorias sobre melancolia desenvolvidas ao longo da história e no referencial junguiano, com o objetivo de identificar, nas paisagens labirínticas bosquianas, a melancolia religiosa, característica essencial do humano
Abstract: This research deals with religious melancholy and its symbolical expressions in the Hieronymus Bosch s pictorial work. Starting from Robert Burton s definition, it investigates the appropriateness of the concept of religious melancholy as a description of the paradox of human condition. Going all the way from the first definitions of the phenomenon, in the Hippocratic corpus or in philosophy, through its presence in medieval theology, until reaching as far as modern psychiatry, it claims, based on the categories of Carl Gustav Jung analytical psychology, that it can be best understood as a symbol expressing the soul s most typical process, a psychic state representative of the duality of human existence, rather than as mere pathology. Severed from its original ontological state of identify to become something a being in time and space, the soul must recognize itself as fragment of what is real rather than as an unreal whole; it must accept that it is a creature, not the creator. This process, going as it were beyond rational grasp (since it is representative of the relation of the I with the depths of the psyche), can only translate into images, from the sublime and incomprehensible to the perverse and grotesque. Fantastic images like the ones found in the figurative universe of Bosch s work, which, apart from its open satirical and pedagogical purpose, displays not the fear of death or man s lack of foundation, but the on-going tension between the I, the world and God the angst of living. The present work is, thus, a symbolic analysis of Hieronymus Bosch based on the many commentators of his ground-breaking body of work, on the theoretical views on melancholy developed throughought history and Jungian concepts, with the purpose of identifying religious melancholy in Bosch s labyrinthic landscapes as an essential feature of the human condition
Palavras-chave: Condição humana
Melancolia religiosa
Símbolo
Human condition
Religious melancholy
Symbol
Bosch, Hieronymus -- m. 1516 -- Crtica e interpretacao
Melancolia
Simbolismo na arte
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::TEOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Ciências da Religião
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião
Citação: Ioshimoto, Lilian Wurzba. Natureza irreal ou fantástica realidade?: uma reflexão sobre a melancolia religiosa e suas expressões simbólicas na obra de Hieronymus Bosch. 2009. 225 f. Tese (Doutorado em Ciências da Religião) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/2124
Data de defesa: 29-Oct-2009
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Lilian Wurzba Ioshimoto.pdf23,27 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.