???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21776
Tipo do documento: Dissertação
Título: O purismo na virada do século XIX para o XX: a polêmica linguística sobre a redação do Código Civil de 1916
Autor: Manolio, Adriana 
Primeiro orientador: Favero, Leonor Lopes
Resumo: Este estudo situa-se na linha de pesquisa da História das Ideias Linguísticas e tem como objeto a discussão quanto ao purismo linguístico na polêmica sobre a redação do primeiro Código Civil do Brasil, travada entre o jurista Rui Barbosa e o gramático Ernesto Carneiro Ribeiro. O objetivo deste trabalho é examinar as questões debatidas em relação aos neologismos, estrangeirismos e arcaísmos, visto que são fatos linguísticos identificados com o fenômeno do purismo. Além do exame dessas questões à luz dos pressupostos do purismo vigentes à época, serão analisadas as contribuições desse embate para o saber linguístico brasileiro. Desta forma, traça-se inicialmente uma breve introdução dos pressupostos teóricos da História das Ideias Linguísticas, prosseguindo com a contextualização do momento histórico em que ocorreram as discussões linguísticas sobre o Código Civil – a passagem do século XIX para o XX. Em seguida, são apresentadas as principais concepções linguísticas que influenciaram os intelectuais brasileiros desse período, com destaque para as correntes histórico-comparativas que inspiraram a gramatização da língua portuguesa no Brasil e o processo de consciência da língua nacional. Após, são analisados os neologismos, estrangeirismos e arcaísmos que foram objeto de debate entre Rui Barbosa e Carneiro Ribeiro, com a descrição da posição de cada debatedor em face das concepções puristas. Constata-se que houve a influência do purismo linguístico em ambos os autores, os quais apresentam exemplos, em sua maioria, dos escritores clássicos portugueses e, muitas vezes, até dos latinos, como autoridades linguísticas a fim de justificar sua preferência por uma ou outra forma dos vocábulos debatidos. No entanto, para além da questão do paradoxo entre a negação da teoria e a prática purista dos autores, conclui-se que a contribuição da polêmica para a formação do saber linguístico brasileiro foi, de fato, levantar enorme corpus literário em um momento no qual o estudo da língua portuguesa no Brasil avançava e procurava desprender-se das influências lusitanas
Abstract: This study is in the the History of Linguistic Ideas research line and aims to discuss the linguistic purism in the controversy over the writing of the first Civil Code of Brazil. This controversy is raised between the jurist Rui Barbosa and the grammarian Ernesto Carneiro Ribeiro. The objective of this work is to examine the issues discussed in relation to neologisms, Gallicisms and archaisms, since they are linguistic facts identified together with the phenomenon of purism. Besides examining these issues from the point of view of purism in that period, this study will also analyze the contributions of this conflict to the Brazilian linguistic knowledge. In this way, a brief introduction of the theoretical assumptions of the History of Linguistic Ideas is initially made, continuing with the contextualization of the historical moment when the linguistic discussions about the Civil Code took place, which is the transition period from the nineteenth century to the twentieth. Then, this article presents the main linguistic conceptions that influenced the Brazilian intellectuals of this period, highlighting the comparative-historical method that inspired the Portuguese language grammatization in Brazil and the process of awareness of the national language. After that, the analysis focuses on the neologisms, Gallicisms and archaisms that were the object of discussion between Rui Barbosa and Carneiro Ribeiro, with the description of the position of each in view of the purist conceptions. It is observed that the linguistic purism had an influence on both authors. The examples presented by these authors are mainly of classic Portuguese and often Latin writers, in order to justify their preference for one or the other form of the words discussed. However, beyond the paradox between the denial of theory and the purist practice of authors, this study concludes that the contribution of the controversy to the formation of Brazilian linguistic knowledge was, in fact, to raise enormous literary corpus at a time in which the study of the Portuguese language in Brazil was advancing and seeking to detach itself from Lusitanian influences
Palavras-chave: História das Ideias Linguísticas
Linguística - História
Língua portuguesa - Brasil
History of Linguistic Ideas
Linguistics - History
Portuguese language - Brazil
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::LINGUA PORTUGUESA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Língua Portuguesa
Citação: Manolio, Adriana. O purismo na virada do século XIX para o XX: a polêmica linguística sobre a redação do Código Civil de 1916. 2018. 155 f. Dissertação (Mestrado em Língua Portuguesa) – Programa de Estudos Pós-Graduados em Língua Portuguesa, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21776
Data de defesa: 4-Dec-2018
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Língua Portuguesa

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Adriana Manolio.pdf5,14 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.