???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/22166
Tipo do documento: Dissertação
Título: Exposição à realidade virtual como forma de diminuir a ansiedade de falar em público
Título(s) alternativo(s): Exposure to virtual reality as a way to reduce the anxiety of public speaking
Autor: Ortega, Carolina Machado 
Primeiro orientador: Malerbi, Fani Eta Korn
Resumo: O objetivo deste estudo foi desenvolver e testar o ambiente virtual que denominamos PsicoAVR como forma de diminuir a ansiedade de falar em público. Participaram do estudo nove pessoas divididas em três grupos: (1) Grupo Realidade Virtual (GRV); (2) Grupo Terapia Comportamental (GTC); e (3) Grupo Lista de Espera (GLE). Os participantes do primeiro grupo foram submetidos ao ambiente virtual, no qual eram expostos gradualmente a situações que continham estímulos fóbicos. O segundo grupo participou de sessões de terapia comportamental com exposições a estímulos fóbicos dentro do consultório, mas sem emprego da realidade virtual. O terceiro grupo apenas respondeu aos mesmos questionários de ansiedade aplicados nos outros grupos. Foi avaliada a condutância elétrica da pele. Os participantes do GRV e GTC fizeram uma autoavaliação do seu desempenho social, além de serem avaliados por observadores. Os relatos dos participantes desses dois grupos de intervenção indicaram que os mesmos passaram a ser capazes de se expor a situações naturais que anteriormente eliciavam resposta de ansiedade. Os dados relativos à condutância da pele indicaram que os participantes de ambos os grupos de intervenção diminuíram a ansiedade no decorrer das sessões. Os participantes do GRV apresentaram uma maior generalização para seu ambiente natural, expondo-se gradativamente, e se mostraram menos ansiosos nas sessões de generalização do que os do GTC. A avaliação do desempenho social mostrou que a maioria dos participantes se avaliou de forma depreciativa. Todos os participantes dos dois grupos de intervenção tiveram uma melhora no desempenho da fala e na frequência do olhar e diminuíram a ansiedade. No seguimento que ocorreu um mês após a intervenção, os participantes do GRV e GTC mantiveram seus resultados. Os participantes do GLE não alteraram seus dados de linha de base. Concluiu-se que a realidade virtual facilitou a generalização de comportamentos apropriados ao ambiente natural e reduziu a ansiedade de falar em público
Abstract: This study aimed to develop and test a virtual environment called PsicoAVR as a way to reduce the anxiety of public speaking. Nine participants were divided in three groups: (1) Virtual Reality Group (GRV); (2) Behavioral Therapy Group (GTC); and (3) Waiting List Group (GLE). Participants of the first group were submitted to the virtual environment, in which they were gradually exposed to situations that contained phobic stimuli. The second group participated in behavioral therapy sessions with exposures to phobic stimuli within the psychologist’s office, without the use of virtual reality. The third group only answered to the same anxiety questionnaires applied in the other two groups. The electrical conductance of the skin was evaluated. GRV and GTC participants self-evaluated their social performance as well as were evaluated by observers. The reports from participants of the two intervention groups (GRV and GTC) indicated they were able to expose themselves to natural situations that previously elicited anxiety response. Data on skin conductance indicated that participants in both intervention groups decreased anxiety during the sessions. GRV participants presented a greater generalization to their natural environment, gradually exposing themselves, and were less anxious in the generalization sessions than GTC participants. The evaluation of social performance showed that the majority of the participants self-evaluated in a derogatory manner. All participants, in both intervention groups, improved speech performance and frequency of gaze and decreased anxiety. In the follow-up, which occurred one month after the intervention, the GRV and GTC participants maintained their results. GLE participants did not change their baseline data. The study concluded that virtual reality facilitated the generalization of appropriate behaviors to the natural environment and reduced the anxiety of public speaking
Palavras-chave: Realidade virtual
Fala em público - Ansiedade
Transtornos de ansiedade
Fobias
Virtual reality
Public speaking - Anxiety
Anxiety disorders
Phobias
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA EXPERIMENTAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Experimental: Análise do Comportamento
Citação: Ortega, Carolina Machado. Exposição à realidade virtual como forma de diminuir a ansiedade de falar em público. 2019. 93 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Experimental: Análise do Comportamento) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Experimental: Análise do Comportamento, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/22166
Data de defesa: 28-Mar-2019
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Experimental: Análise do Comportamento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Carolina Machado Ortega.pdf925,02 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.