???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/22184
Tipo do documento: Dissertação
Título: Dimensão subjetiva da masculinidade: significações de homens gays sobre o papel da escola no processo de constituição da masculinidade
Autor: Amaral, Marcos Martins do 
Primeiro orientador: Bock, Ana Mercês Bahia
Resumo: A constituição da masculinidade gay é um processo complexo e multideterminado. Compreendemos que a escola é uma instituição social importante para a constituição desse fenômeno individual e social. A escola se apresenta como um espaço contraditório: ao mesmo tempo em que disciplina o homem para a heterossexualidade - que é naturalizada-, abre possibilidades para as primeiras experimentações gays. Buscamos compreender a constituição da masculinidade gay a partir da experiência/vivência que acontece na escola, dando centralidade à desigualdade social - característica estrutural da sociedade brasileira e que tem produzido processos de escolarização também desiguais. Nesse sentido, a constituição da masculinidade de gays ricos e pobres se apresenta de maneira diferente. O trabalho tem como objetivo mais amplo o estudo da dimensão subjetiva da masculinidade gay. Considerando-se as possibilidades e as limitações que se colocam para tão amplo estudo, se pretendeu aqui pesquisar as significações de estudantes autodeclarados gays, ricos e pobres, sobre o papel da escola na constituição da masculinidade e, desse modo, dar visibilidade a aspectos que compõem a dimensão subjetiva do fenômeno. Este trabalho se apoia no referencial teórico-metodológico da Psicologia Sócio-Histórica, partindo, portanto, de uma noção materialista, histórica e dialética da realidade, em um esforço para superar as teorias subjetivistas e objetivistas do campo psicológico que tendem a naturalizar os fenômenos sociais. Realizamos duas conversações com dois grupos de adolescentes homens autodeclarados gays, pobres e ricos, do Ensino Médio da cidade de São Paulo, separadamente. As conversações foram analisadas a partir da constituição de Núcleos de Significação. O movimento dialético de análise nos permitiu afirmar que a escola, com todas as suas contradições, é uma instituição social importante na constituição da masculinidade dos adolescentes gays e precisa superar, institucionalmente, o seu estranhamento às funções sociais que lhes cabe
Abstract: The constitution of gay masculinity is a complex and multidetermined process. We understand that school is an important social institution for the constitution of this individual and social phenomenon. The school presents itself as a contradictory space: at the same time that it disciplines the man for the heterosexuality - that is naturalized -, it opens possibilities for the first gay experiments. We seek to understand the constitution of gay masculinity from the experience that happens in school, giving centrality to social inequality - structural characteristic of Brazilian society and that has produced unequal schooling processes. In this sense, the constitution of the masculinity of rich and poor gays presents itself differently. The work has as its main objective the study of the subjective dimension of gay masculinity. Considering the possibilities and limitations of such a large study, it was intended to investigate the meanings of students, rich and poor, self-declared gay, about the role of school in the constitution of masculinity and, thus, to give visibility to aspects that make up the subjective dimension of the phenomenon. This work is based on the theoretical-methodological framework of Socio-Historical Psychology, starting from a materialist, historical and dialectical notion of reality, in an effort to overcome the subjectivist and objectivist theories of the psychological field that tend to naturalize the social phenomena. We conducted two conversations with two groups of self-declared gay teenagers, poor and rich, from the High School of Sao Paulo, separately. The conversations were analyzed from the constitution of Nuclei of Meaning. The dialectical movement of analysis has allowed us to affirm that the school, with all its contradictions, is an important social institution in the constitution of the masculinity of gay adolescents and must overcome, institutionally, its estrangement from its social functions
Palavras-chave: Subjetividade
Homossexualidade masculina
Escolas
Subjectivity
Gay masculinity
Schools
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA DO ENSINO E DA APRENDIZAGEM
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Educação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Psicologia da Educação
Citação: Amaral, Marcos Martins do. Dimensão subjetiva da masculinidade: significações de homens gays sobre o papel da escola no processo de constituição da masculinidade. 2019. 243 f. Dissertação (Mestrado em Educação: Psicologia da Educação) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Psicologia da Educação, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/22184
Data de defesa: 15-Mar-2019
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Psicologia da Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marcos Martins do Amaral.pdf1,59 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.