???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/4600
Tipo do documento: Tese
Título: Alfred Wolfsohn na obra de Charlotte Salomon: uma cartografia que emerge da voz
Título(s) alternativo(s): Alfred Wolfsohn in work of Charlotte Salomon: a cartography that emerges from the voice
Autor: Molinari, Paula Maria Aristides de Oliveira 
Primeiro orientador: Ferreira, Jerusa Pires
Resumo: A análise da obra de Charlotte Salomon é um caminho cartográfico da aplicação das ideias de Alfred Wolfsohn. Propomos a leitura desse texto artístico para o trajeto de uma cartografia possível que expõe a voz como unidade composicional e agregadora dos diversos sentidos na síntese expressiva que se faz perceptível em sua oralidade imagética. No processo de transcriação do manuscrito de Alfred Wolfsohn para a obra de Charlotte Salomon, a voz aciona novos modos de comunicação sensível, para além dos significados da linguagem verbal, uma vez que dá visibilidade ao fluxo das emoções, potencializando a relação entre arte e vida, corpo e ambiente, educação e comunicação. Na leitura da obra de Charlotte Salomon e do manuscrito de Alfred Wolfsohn, existe uma proposta pedagógica que se dá por meio da voz e que não está em cada obra isolada. Cotejando-se aspectos de um texto e outro, se delineia um estudo da voz como caminho para uma técnica que enseja o trânsito das emoções. A voz aparece como mediação do mundo exterior e interior humano e potencializa a tradução do vivido em obra de arte e que pode ser lida de modo a concorrer para a compreensão das semioses que se concretizam nesse texto artístico. São objetivos: (i) traduzir intersemioticamente, pela obra de Charlotte Salomon, o legado de Alfred Wolfsohn a partir da perspectiva da relação entre comunicação, visualidades e intersubjetividades, numa ação dialogante entre a obra visual e o manuscrito, buscando (ii) apresentar ao meio acadêmico uma análise da obra de Charlotte Salomon e o legado de Alfred Wolfsohn à luz da semiótica da cultura. De muitos estratos e semioticamente heterogêneo, capaz de entrar em complexas relações tanto com o contexto cultural do entorno como com o próprio leitor, o texto deixa de ser uma mensagem elementar mostrando a capacidade de condensar informação. Adquire memória e, assim, na memória de uma realidade latino-americana, o texto artístico se refaz e ganha significados outros, que abrirão uma possível compreensão da voz como caminho pedagógico. A transcriação de um texto a outro é leit motiv desta investigação
Abstract: The analysis of Charlotte Salomon s work is a cartographic path of the application of Alfred Wolfsohn s ideas. We propose the reading of this artistic text for the course of a possible cartography that exposes the voice as compositional and aggregating unit of the various senses in the expressive synthesis that is perceivable in its imagistic orality. In the process of transcription of Alfred Wolfsohn s manuscript to the work of Charlotte Salomon s, the voice drives new ways of sensitive communication, beyond the meanings of verbal language, seen as it gives visibility to the flux of emotions, potentiating the relationship between art and life, body and environment, education and communication. In the reading of Charlotte Salomon s work and Alfred Wolfsohn s manuscript, there is a pedagogic proposal that takes place through the voice and which is not present in each individual work. Conferring aspects of both works, a study of the voice is delineated as a path to a technique that tries for the transit of emotions. The voice appears as mediation of the exterior world and human interior and potentiates the translation of the experienced into work of art and which can be read so as to concur to the comprehension of the semiosis that take shape in this artistic text. The goals are: (i) to intersemioticaly translate, through Charlotte Salomon s work, the legacy of Alfred Wolfsohn s from the perspective of the relationship between communication, visualities and intersubjectivities, in a dialoguing action between the visual work and the manuscript, seeking (ii) to introduce an analysis of Charlotte Salomon s work and Alfred Wolfsohn s legacy into the academic medium under the light of the culture semiotics. From many layers and semiotically heterogeneous, capable of entering complex relationships with the environment cultural context as well as the reader, the paper is no longer an elementary message displaying the ability of condensing information. It acquires memory and so, in the memory of a Latin-American reality, the artistic text reforms itself and gains other meanings, which will uncover a possible comprehension of the voice as a pedagogical path. The transcreation from one text to another is leitmotiv of this investigation
Palavras-chave: Semiótica
Música
Voz
Arte
Canto
Semiotics
Music
Voice
Art
Singing
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Comunicação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica
Citação: Molinari, Paula Maria Aristides de Oliveira. Alfred Wolfsohn in work of Charlotte Salomon: a cartography that emerges from the voice. 2014. 117 f. Tese (Doutorado em Comunicação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/4600
Data de defesa: 27-Feb-2014
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Paula Maria Aristides de Oliveira Molinari.pdf21,13 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.