Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/5229
Tipo do documento: Dissertação
Título: A construção de homens e mulheres na revista NOVA: um olhar sociossemiótico
Autor: Mesquita, Letícia Nassar Matos 
Primeiro orientador: Oliveira, Ana Claudia Mei Alves de
Resumo: A presente dissertação analisa como a revista NOVA, publicada pela Editora Abril, a partir de 1973, constrói a masculinidade nas seções Reportagens e O ponto de vista dele. Partindo da hipótese de que NOVA desconstrói a principal característica masculina sedimentada pelo senso comum - a insensibilidade -, a pesquisa investiga como a revista elabora a identidade desse "novo" homem proposto como companheiro para a sua leitora. Subjacente a essa análise, está o interesse em examinar como a publicação estrutura o contrato de veridicção com a leitora, de modo que esta aceite, como verdadeira, a sensibilidade como sendo também um elemento constitutivo da virilidade. A pesquisa apresenta um breve panorama sobre a história das revistas brasileiras dirigidas ao público feminino para, em seguida, analisar o texto sincrético de NOVA, de outubro de 1973 a dezembro de 2000. Para isso, efetua-se o reconhecimento das figuras do conteúdo e a sua relação com a cultura brasileira. Esta relação de intersemiotização possibilita analisar a produção, no discurso, do efeito de "fazer parecer real", obtido pela iconização. Ainda na dimensão figurativa do discurso de NOVA, tratar-se-á das isotopias e dos temas, estudando a articulação de valores que estes promovem na ressignificação da identidade masculina. A dissertação também aborda como as estratégias enunciativas são operacionalizadas, a fim de mostrar como NOVA instala a sua leitora em seu discurso. A construção dessa relação intersubjetiva é responsável pela tentativa de convencimento dos novos valores que a publicação articula para a masculinidade e a feminilidade em nossa sociedade. Os pressupostos teóricos e metodológicos da sociossemiótica embasam a abordagem do problema através dessa hipótese, explorando o papel do sincretismo como articulador de sentido, em especial através da tematização e figurativização, em NOVA
Abstract: The present dissertation analyzes how NOVA magazine, which has been published by Editora Abril since 1973, constructs the masculinity in its sections reportagens(News Stories) and O ponto de vista dele (His point of view). Based on the hypothesis that NOVA deconstructs the mam masculine characteristic established by the common sense - his insensibility, this research investigates how that magazine elaborates the identity of this "new" man, proposed as a partner for its female readers. Underlying this analysis, there is the interest in examining how this publication structures the veridiction contract with its readers, so that they accept as truthful, the sensibility as also being an element for virility. First, this study is going to present a brief survey on the history of Brazilian women's magazines, and then it will analyze the NOVAs syncretic text from October 1973 to December 2000. For this, it utilizes the recognition of content figures and its relationship with the Brazilian culture. This inter-semiotization relationship makes it possible to analyze the production of the so-called "making it look real" effect in a discourse, obtained by the iconization. Still within the figurative dimension of the discourse used in NOVA, this dissertation aims at dealing with both the isotopies and themes, analyzing the values articulation they promote on the re-signification of the masculine identity. This dissertation also covers how communicative strategies are operationalized in order to show how NOVA installs its readers in its discourse. The construction of this inter-subjective relationship is responsible for the attempt of convincing readers of new values that this publication articulates for both masculinity and femininity in our society. The theoretical and methodological assumptions of socio-semiotics comprise the approach of that problem through this hypothesis, exploring the role of syncretism as an articulator of meaning, especially through the thematization and figurativization in NOVA
Palavras-chave: Nova (Revista)
Revistas femininas
"Novo" homem
Insensibilidade
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Comunicação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica
Citação: Mesquita, Letícia Nassar Matos. A construção de homens e mulheres na revista NOVA: um olhar sociossemiótico. 2003. 141 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2003.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/5229
Data de defesa: 30-Nov-2003
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Leticia Nassar Matos Mesquita.pdf14,57 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.