???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9631
Tipo do documento: Dissertação
Título: Cruzando fronteiras curriculares: a educação física sob o enfoque cultural na ótica de docentes de escolas municipais de São Paulo
Título(s) alternativo(s): Curriculum across frontiers: physichal education in the cultural approuch from the viewpoint of the public school teachers in São Paulo
Autor: Françoso, Saulo 
Primeiro orientador: Abramowicz, Mere
Resumo: O documento de Orientações Curriculares e Proposição de Expectativas de Aprendizagem para o Ensino Fundamental ciclo II de Educação Física, elaborado em 2007 pela Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, apresenta a área de conhecimento dentro da concepção cultural. A partir da análise deste documento, identificamos que a concepção defendida pela proposta curricular possui forte influência dos campos teóricos do multiculturalismo crítico e dos Estudos Culturais. De cunho qualitativo, o presente trabalho procurou investigar, por meio de entrevistas semi-estruturadas, as percepções de cinco professores/as de Educação Física, acerca das dificuldades e possibilidades no desenvolvimento de aulas fundamentadas na perspectiva cultural. Ao confrontar os dados obtidos nas entrevistas com a teorização curricular multicultural, foi possível compreender o currículo como um campo de produção cultural permeado de relações de poder, onde no cotidiano escolar, os/as docentes travam uma constante luta para romper fronteiras na viabilização do currículo oficial; já que hegemonicamente, a educação formal ainda é impregnada por práticas homogeneizantes, reprodutoras e monoculturais. As principais dificuldades apontadas pelos/as docentes referem-se à resistência dos/as estudantes, de outros/as professores/as e de profissionais que ocupam cargos de gestão quanto ao currículo cultural da Educação Física. Essa resistência é ocasionada por diferentes fatores, como por exemplo: a ausência de um projeto políticopedagógico voltado às questões multiculturais, a política de formação deficitária da SME/SP, a representação enviesada que os/as estudantes possuem acerca da área de conhecimento e a estrutura rígida da instituição escolar. Esses fatores proporcionam um isolamento dos/as docentes, demarcando uma região fronteiriça que necessita ser cruzada. Entretanto, nesse jogo de forças, a pesquisa identificou inúmeras potencialidades pedagógicas do currículo cultural da Educação Física, que podem estimular produções de docentes e pesquisadores/as radicais, envolvidos/as na batalha por uma educação mais justa, democrática e solidária. Entre elas, podemos destacar a valorização dos/as alunos/as em relação à Educação Física e sua importância no currículo escolar, a legitimação das múltiplas identidades que colorem a paisagem das salas de aula, a busca de alianças junto aos/às profissionais de outras áreas, a abertura de espaços para as famílias e comunidade em geral, a desconstrução de relações opressoras de qualquer natureza e a possibilidade dos/as estudantes reconhecerem-se como produtores de conhecimento
Abstract: The document Orientações Curriculares e Proposição de Expectativas de Aprendizagem para o Ensino Fundamental Ciclo II (Curriculum Guidelines and Proposition of Learning Expectations for Elementary School) of Physical Education, developed in 2007 by Secretaria Municipal de Educação de São Paulo (Municipal Secretariat of Education in the city of São Paulo), presents this area of knowledge within the cultural concept. After the analysis of this document, we found that the conception defended by the curriculum has been strongly influenced by the theories of Critical Multiculturalism and Cultural Studies. Quality-natured, this work aims at investigating, through semi-structured interviews, the perception of five Physical Education teachers of the difficulties and possibilities in the development of classes based on the cultural perspective. By comparing the data obtained in the interviews with the multicultural curriculum theory, it was possible to understand the curriculum as a field of cultural production permeated with power relations, in which teachers face a constant struggle, in school life, to break boundaries in the viability of the official curriculum, since the formal education is hegemonic and still impregnated by the homogenizing, repetitive and monocultural practices. The main difficulties pointed out by the teachers refer to the resistance from students, other teachers and management professionals concerning the cultural curriculum in Physical Education. This resistance is caused due to different factors, such as: the lack of a political pedagogical project aimed at multicultural issues, the politics of deficient training held by the SME/SP (Municipal Secretariat of Education in the city of São Paulo), the misrepresentation by the students concerning the area of knowledge and the school rigid structure. These factors make teachers isolated, delimiting a frontier region that needs to be crossed. Nevertheless, in this interplay of forces, this research has identified several pedagogical potentialities for the cultural curriculum in Physical Education, which can stimulate the teachers and radical researchers productions, involved in the battle for a more equitable, democratic and caring education. Among them, we can highlight the students enhancement towards Physical Education and its importance in school curriculum, the legitimacy of multiple identities which color the classroom environment, the search for alliances with professionals from other areas, open spaces for the families and community in general, the putting down of oppressive relationships of any kind, as well as the possibility for the students to recognize themselves as producers of knowledge
Palavras-chave: Educação física
Perspectiva cultural
Multiculturalismo crítico
Estudos culturais
Curriculum
Physical education
Cultural perspective
Critical multiculturalism
Cultural studies
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::CURRICULO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Educação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Currículo
Citação: Françoso, Saulo. Cruzando fronteiras curriculares: a educação física sob o enfoque cultural na ótica de docentes de escolas municipais de São Paulo. 2011. 154 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9631
Data de defesa: 14-Dec-2011
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Currículo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Saulo Francoso.pdf1,63 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.