???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9961
Tipo do documento: Dissertação
Título: O projeto "A cidade que a gente quer": teoria e prática
Autor: Sanches, Sandra
Primeiro orientador: Almeida, Maria Elizabeth de
Resumo: A presente pesquisa de natureza qualitativa tem como campo de investigação o projeto "A Cidade que a gente quer", implantado em unidades escolares de uma instituição filantrópica sem fins lucrativos, com foco na execução de reformas de ambientes de aprendizagem e de sistemas educacionais, a partir do uso de tecnologias no processo de ensino e aprendizagem desencadeado com a realização de oficinas e a participação de professores e alunos. Esta pesquisa surgiu pela necessidade de buscar a resposta ao seguinte problema: "Quais os resultados e influências que o projeto 'A Cidade que a gente quer' está produzindo no trabalho dos professores envolvidos?". Considerando a complexidade do problema, foram elaboradas questões que nortearam o desenvolvimento da pesquisa de investigação. Para a coleta dos dados, foi aplicado um questionário online, via e-mail, envolvendo sessenta e três professores multiplicadores/mediadores, que continuavam trabalhando nas vinte e seis escolas envolvidas no projeto, na ocasião da pesquisa, e foi realizada uma entrevista com dez educadores (equipe técnico-pedagógica e professores) de duas unidades escolares que estão desenvolvendo o projeto. O software MS-Excel foi utilizado para a tabulação dos dados, o que possibilitou a triangulação e o estabelecimento de relações entre os dados, a teoria e a prática. Os resultados da pesquisa são apresentados considerando-se a análise da tabulação das questões objetivas e subjetivas e dos depoimentos dos professores de duas escolas durante as entrevistas. A partir da pesquisa de investigação, foi concluído que as influências do projeto A Cidade que a gente quer para o trabalho dos professores envolvidos foram positivas, considerando-se que para uma porcentagem significativa possibilitou e/ou tem possibilitado: aprofundar os estudos sobre as concepções teóricas que fundamentam o desenvolvimento do projeto (78%); apropriar-se de novas Tecnologias de Informação e Comunicação (67%); atuar como mediador do processo de aprendizagem dos alunos (84%); estimular os alunos a registrarem todo o processo de construção do conhecimento por meio do diário de bordo (76%), utilizando-o para avaliar o desenvolvimento do projeto (83%); desenvolver o projeto em parceria com outros professores da escola (81%), a partir de um trabalho interdisciplinar (79%); ensinar o aluno a pesquisar (83%) e a trabalhar em grupo (83%); instigar o aluno a questionar e levantar suas hipóteses visando solucionar os problemas identificados (70%); envolver os alunos em todo o processo, da diagnose (75%) ao planejamento e replanejamento do projeto (73%), com base em uma avaliação processual, pautada na ação-reflexão-ação (60%), bem como, criar uma ambiência que propicia, aos alunos, desenvolver a autonomia, o - V - desejo e o sonho (81%), entre outras. Ao articular essas informações com os depoimentos dos professores nas entrevistas, evidencia-se como resultados que o projeto A Cidade que a gente quer , de um lado, possibilitou e/ou tem possibilitado aos professores envolvidos vivenciar uma prática pedagógica diferenciada do trabalho com projetos e, de outro lado, há a necessidade de se retomar a formação continuada dos professores visando: à apropriação adequada da metodologia proposta; à explicitação de teorias que ajudem a compreender a prática com projetos e o desenvolvimento do domínio dos recursos tecnológicos disponíveis em cada unidade escolar
Abstract: This research of qualitative nature has as investigative field the project The City that We Want , implemented at schools ran by a not for profit philanthropic institution, focusing on the execution of improvements in learning environments and educational systems, making use of technology in the learning and teaching process carried out by means of workshops attended by both teachers and pupils. This research was an effort to find an answer to the following question: What results and effects the project The City that We Want is producing on the work of those teachers involved? Taking into consideration the complexity of the problem, questions were asked in order to direct the development of the research. For data collection, an online questionnaire was prepared, and sent by e-mail, involving sixtythree teachers/multipliers/mediators, who continued working on the twenty-six schools involved in the project on the time of the research. Also, interviews were carried out with 10 educators (technical pedagogical team and teachers) from two schools which are developing the project. The program MS-Excel was used for the compilation of the data, enabling us to do the triangulation and the establishment of relations among the data, theory and practice. The results of the research were presented considering the analysis of the objective and subjective questions and statements by teachers from two schools during the interviews. From the investigation, it was concluded that the influences of the project The City that We Want in the work of the teachers involved were positive, considering that for a meaningful part it has enabled them to learn more about theoretical conceptions that base the development of the project (78%); acquire new information technologies and communications (67%); act as a mediator in the pupils learning process (84%); encourage pupils to write down all the knowledge construction process in a log book (76%), making use of it to assess the development of the project (83%); develop the project in a partnership with other teachers in the school (81%), from an interdisciplinary project (79%); teach pupils how to do research (83%) and work in teams (83%); encourage pupils to make estimates in order to solve the problems identified (70%); involve students in the whole process, from the diagnosis (75%) to the planning and re-planning of the project (73%), based on a process evaluation that used action-reflection-action (60%), as well as creating an environment that provides pupils with the possibility of developing an autonomy, a desire and a dream (81%), among others. Upon putting together this information with the teachers comments in the interviews, the results show that the project The City that We Want in the schools under investigation enabled the - VII - teachers involved to live a pedagogical practice different from the work with projects, and on the other hand, there is the need to resume the continued education for the teachers aiming to acquire the appropriate methodology proposed, the explanation of theories that help understand the experience with projects and the development of the dominance of the technological resources available in each school
Palavras-chave: Trabalho com projetos
Tecnologia na escola
Formação continuada
Mediação pedagógica
Work with projects
Technology in the school
Continued education
Pedagogical mediation
A Cidade que a gente quer
Tecnologia educacional
Inovacoes educacionais
Educacao continuada
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Educação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Currículo
Citação: Sanches, Sandra. O projeto "A cidade que a gente quer": teoria e prática. 2007. 218 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9961
Data de defesa: 20-Mar-2007
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Currículo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Sandra Sanchez.pdf2,64 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.